TSE rebate Bolsonaro

Ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (Foto: internet)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nota nesta terça-feira (10) em que rebate as declarações do presidente Bolsonaro segundo as quais houve fraude na eleição presidencial de 2018.

De acordo com o presidente, ele tem provas em mãos. Bolsonaro, com sua retórica de atacar as instituições democráticas no Brasil, disse que ganharia a eleição no primeiro turno se não fossem essas supostas fraudes.

Leia abaixo a nota do TSE:

Ante a recente notícia, replicada em diversas mídias e plataformas digitais, quanto a suspeitas sobre a lisura das eleições 2018, em particular o resultado da votação no 1º turno, o Tribunal Superior Eleitoral reafirma a absoluta confiabilidade e segurança do sistema eletrônico de votação e, sobretudo, a sua auditabilidade, a permitir a apuração de eventuais denúncias e suspeitas, sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização.

Naturalmente, existindo qualquer elemento de prova que sugira algo irregular, o TSE agirá com presteza e transparência para investigar o fato. Mas cabe reiterar: o sistema brasileiro de votação e apuração é reconhecido internacionalmente por sua eficiência e confiabilidade. Embora possa ser aperfeiçoado sempre, cabe ao Tribunal zelar por sua credibilidade, que até hoje não foi abalada por nenhuma impugnação consistente, baseada em evidências.

Eleições sem fraudes foram uma conquista da democracia no Brasil e o TSE garantirá que continue a ser assim.

IMPERATRIZ - Bombeiros prestam assistência a desabrigados pelas chuvas


O Corpo de Bombeiros do Maranhão está monitorando a situação das chuvas e o nível dos rios em todo o Estado. É uma época em que começa a chover muito em todo o território. Equipes estão sendo reforçadas e deslocadas para atender as cidades que mais sofrem com as cheias.

Entre elas, estão Grajaú, Imperatriz, Trizidela do Vale e Pedreiras. “Tivemos nesta segunda-feira (9), por exemplo, uma precipitação de 110 milímetros em Imperatriz. A cidade, nestas condições, sofre impacto violento”, diz o comandante dos Bombeiros no Maranhão, coronel Célio Roberto de Araújo

Os bombeiros estão atuando em Imperatriz com o apoio da Polícia Militar para ajudar as famílias atingidas.

“A fim de resguardar as pessoas que ainda se encontram em local de risco, a gente faz a retirada e leva para um local seguro”, diz o coronel.

“A gente acompanha a previsão meteorológica, que indicava que neste ano teríamos um aumento de 30% em relação a 2019, o que está se confirmando. Nessas condições, preparamos a comunidade local com os entes municipais para minimizar os efeitos das chuvas”, acrescenta, reforçando a importância da parceria com as prefeituras.

“É importante que os gestores municipais façam a limpeza dos córregos, para não potencializar os efeitos das fortes chuvas”, lembra.

Planejamento e ajuda

O comandante dos Bombeiros ressalta que a corporação tem capacidade para atender todos os municípios porque houve planejamento. “O governador estabeleceu, como faz todos os anos, o comitê emergencial, presidido pelo secretário da Casa Civil, Marcelo Tavares, e que tem outras secretarias que tem transversalidade com este momento, como a de Desenvolvimento Social e a de Infraestrutura.”

Além disso, os bombeiros estão ajudando os municípios a preencher os formulários essenciais para o caso de necessidade de decretação de emergência, a fim de serem reconhecidos pelo governo federal.

“A partir daí, o governo federal tem que atender os municípios com apoio e recursos. Porque se trata de um desastre natural e a competência maior é da União para restabelecer a normalidade num curto espaço de tempo”, explica Célio Roberto.

Telefones

Para informações e auxílio, os cidadãos podem entrar em contato com os Bombeiros (193), a Defesa Civil (3221-0864) e o Ciops (3214-3801), 24 horas por dia.

Zé Carlos toca o prefeito: “O senhor tem que trabalhar”

Vereador Zé Carlos Soares, presidente da Câmara Municipal de Imperatriz

O presidente da Câmara Municipal, Zé Carlos Soares, utilizou as redes sociais para alertar e cobrar do prefeito Assis Ramos mais responsabilidade e mais verdade na administração de Imperatriz.

“Já está ficando ridículo sua assessoria não lhe assessorar direito, para o senhor ir às redes sociais brincar com a população de Imperatriz. Vamos trabalhar, o inverno é rigoroso, o senhor tem que trabalhar”, disse o vereador.
Zé Carlos desmentiu o prefeito, que soltou vídeo no qual afirma que procurou o presidente da Câmara Municipal para a implantação do Plano Diretor da cidade.

“O Plano Diretor é exigência de lei federal para cidades com população acima de 150 mil habitantes. A cidade já teve plano diretor. Em 2004, na gestão do então prefeito Jomar Fernandes, e que outro, corrigindo esse primeiro, também por exigência de legislação federal, em 2008”, esclareceu. “O senhor não morava aqui em 2004, o senhor é um novato na cidade”, registrou o presidente.

Segundo o presidente, o atual gestor enviou novo projeto para o plano diretor da cidade revogando os dois projetos anteriores.

Adonilson: “Seguimos firmes” na pré-campanha

Professor Adonilson (E) com o ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Josimar Barros, o 'seu' Josa

O professor Adonilson Lima comemora mais um importante apoio à sua pré-candidatura a vereador pelo PCdoB em Imperatriz. “Seguimos firmes na luta da pré-candidatura para representar nosso povo no Parlamento Municipal”, comentou em rede social o atual superintendente de Articulação Política do Governo do Estado na região tocantina.

“Hoje consolidamos um apoio de muita energia e que representa uma história da luta dos trabalhadores e trabalhadoras”, disse no post em seu grupo de apoiadores de um aplicativo de troca de mensagens.

Adonilson registrou o apoio do sindicalista e líder dos trabalhadores rurais, Josimar Barros, o ‘seu’ Josa. “Agradeço ao seu Josa, que foi presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Imperatriz por quase 10 anos. Convicção firme, batalha constante, igualdade na veia”, comentou.


Rayssa Leal, a ‘Fadinha do Skate’, é destaque no El País


Rayssa, no topo do pódio, é destaque em etapa do mundial de skate

A imperatrizense de 12 anos vai em busca de protagonizar seu conto de fadas como uma das candidatas à medalha em Tóquio-2020 na primeira vez que o skate será uma modalidade nos Jogos Olímpicos.


Ildon Marques lança livro em SL


O empresário e ex-prefeito de Imperatriz, Ildon Marques, lança o livro biográfico “Ildon Marques de todas as lutas”, de autoria do jornalista Sérgio Macêdo, no próximo dia 27 (sexta), às 19h, na Livraria e Espaço Cultural Amei, no São Luís Shopping, em São Luís.

Toda a renda do livro será revertida ao projeto Gratitude.

O evento é organizado e promovido pelo Grupo Mirante


Câmara derruba decreto da Área Azul



Texto:Sidney Rodrigues – ASSIMP 
Foto – Fábio Barbosa

Na manhã desta quinta, 05, aconteceu única discussão e votação do Decreto Legislativo nº 07/2020, de autoria de 14 vereadores, que susta os efeitos do Decreto nº 26/2018, que regulamenta a Lei Municipal nº 1.703/2017, instituindo o Sistema de Estacionamento Rotativo Pago em vias, áreas e logradouros públicos de Imperatriz, a chamada o Município de Imperatriz – MA”. O decreto do legislativo ‘susta’ o decreto do executivo que criaria a chamada Área Azul.

De acordo com o presidente da casa José Carlos Soares (PATRIOTA), pela primeira vez ao longo de 30 anos de vida pública, está vendo um prefeito que quer governar legislando, e o executivo não pode fazer o trabalho do legislativo, criando um novo poder que legisla e executa. Fez um comparativo com o jogador que quer bater pênalti, cabecear, cruzar e fazer o gol, correr para o outro gol e defender. A função de criar tributos/taxas é da casa de leis e se fosse diferente, não existiria serventia alguma para a Câmara, pois a cidade seria governada só por decretos.

José Carlos explicou que anteriormente foi caçado o decreto que criava a área azul e os vereadores esperavam que fosse enviado um projeto de lei para a Câmara Municipal fazer a legislação e que se o gestor tivesse habilidade, teria discutido com os parlamentares e aprovado a lei com alterações, mas a realidade é que o prefeito ignorou novamente a câmara e criou outro decreto. “Ele não tem mais credito com a cidade para criar tributos, está inviabilizando seu próprio governo e talvez duas gestões para frente. A cidade não aprova área azul e buscou esta casa para que fossem tomadas providencias. O prefeito criou a área por decreto, licitou, criou valores, sendo que somente a câmara pode criar taxas e tributos. Nós iremos prestar um grande serviço para a Imperatriz, que é evitar que saiam em torno de 86 milhões de reais só em taxação que iriam para cidades do Pará, do Rio Grande Sul e do Piauí, pois tudo dessa gestão é aplicado fora do município em detrimento dos empresários locais”, disse.

João Silva, líder do governo na Câmara informou que o artigo 84 da CF (Constituição Federal) diz que o executivo pode regulamentar leis e que o artigo 14 da lei orgânica do município assegura que deve existir um ato ilegal do prefeito para que a Câmara possa impedi-lo. Para ele não há ilegalidade.

A maioria dos vereadores se pronunciou informando que a área azul está no plano de governo do atual prefeito e todos são a favor, pois a cidade precisa regulamentar os estacionamentos, mas a prefeitura quer impor uma penalidade aos trabalhadores, quer tirar dinheiro de Imperatriz e a fundamentação jurídica diz que toda ação que exorbita o poder regulamentar, o parlamento pode através de decreto legislativo, derrubar. Entendem que o poder legislativo tem que ser respeitado, o prefeito excedeu seu poder e o ato deve ser sustado, pois não se pode aceitar aumentos de impostos, tributos e taxas para prejudicar e majorar a população com retorno zero. O estacionamento rotativo é bom, mas não dessa forma que tira milhões da cidade para outro lugar. 

“As pessoas não estão conseguindo pagar nem gasolina, como vão pagar ainda estacionamento em área pública em todo o centro da cidade? Falta bom senso e interesse em fazer o bem pelo povo. Não deixaremos esse dinheiro sair de Imperatriz pois a população não aceita e nós também não aceitaremos isso”, afirmou Ditola.

Em votação qualificada houveram os 14 votos a favor da derrubada do decreto da área azul. Foram eles: Sargento Adelino (Solidariedade), Adhemar Jr (PSC), Aurélio (PT), Carlos Hermes(PCdoB), Bebé Taxista (Patriota),Fábio Hernandez (PSC), Ditola (Patriota), Irmã Telma (PROS), Pedro Gomes (PSC), Ricardo Seidel (PSD), Zesiel Ribeiro (PSDB), José Carlos (Patriota), Maura Barroso (PROS) e Josevan Marques (PDT).



TSE rebate Bolsonaro

Ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (Foto: internet) O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nota nest...