Reticências interrogativas


A pauta política das editorias e dos “analistas independentes” está recheada de sugestões, reuniões, discussões, debates e opiniões muito pessoais. Giram em torno de assuntos nada originais que qualquer eleitor atento de ponta de esquina já sabe na ponta da língua.

Qual efeito e rebuliço causará a vitória de Edivaldo Holanda Júnior em São Luís na sucessão estadual de 2014? É cabeça de ponte para a conquista de Flávio Dino? E Imperatriz, pesará na eleição e indicará, mais uma vez, os vices dos antagônicos grupos? Madeira fará a reforma administrativa? Qual candidato vence para a presidência da Câmara de Vereadores da terrinha procopiana? Rosângela Curado vinga? Ildon ainda pesa na calibragem eleitoral? (São José de) Ribamar será mesmo laboratório para os novos prefeitos eleitos e os reeleitos? Lobão encara a disputa com Luís Fernando? Márcio Jerry assume a Secretaria de Governo do novo governo ludovicense – pra usar termo dos sobreviventes cronistas esportivos? E por aí vai.

Novembro pós-eleição é bom por isso mesmo, e chato por isso mesmo. Todo mundo sabe de tudo, no chutômetro, claro!

E as expectativas, então? Fulano vai mandar, cicrano assume tal posto, a secretaria tal vai para a liderança de acolá.

Pisar na chatice é exalar seu cheiro inebriante, diz o pensador da cadeira de pau.

Aí depois vem o Natal, bendito Natal e suas hipocrisias, tais quais o tapete das necessidades fisiológicas da beligerância combinada da política.

Tudo será esclarecido, deixa a hora chegar. Lógica também chata e simplista, digna de publicação nas antenas cibernéticas.

Supor, chutar, se achar importante, acreditar, projetar, analisar... Erguer escadas além muros da observância. Eis o esporte dos importantes.

Nas entrelinhas e nas reticências, continua o teatro. O teatro das interrogações e das adivinhações. Chama janeiro, pro Carnaval logo chegar.       

Governo do Estado intensifica obras em Imperatriz

Madeira e o secretário Max Barros em visita a obras do Governo do Estado em Imperatriz

O secretário de Estado da Infraestrutura, Max Barros, cumpriu, nesta quarta-feira (31), extensa agenda de trabalho na Região Tocantina. Acompanhado do prefeito reeleito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), ele visitou obras a cargo da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) em andamento na cidade e visitou serviços executados pela Prefeitura mediante convênios com o Governo do Estado.

Esta é a segunda passagem do secretário pelo mais importante município da região em pouco mais de um mês - fato destacado por Madeira como mostra de que a parceria entre Prefeitura e Estado vem dando certo. “Mesmo não sendo do mesmo partido que eu, a governadora Roseana Sarney tem liberado recursos para obras em Imperatriz. E o reconhecimento da nossa população a esse empenho veio através das urnas, com a minha reeleição. Essa é a maior prova de que eles entenderam a importância dessa parceria, que só trouxe benefícios para a nossa cidade”, declarou.

Durante a manhã, os dois acompanharam de perto o lançamento de asfalto em um dos últimos trechos ainda não pavimentados da MA-122, mais conhecida como Avenida Pedro Neiva de Santana, entre Imperatriz e João Lisboa.

Segundo Max Barros, a obra será entregue no fim do mês de novembro. “Tivemos alguns problemas com a empresa contratada para executar a obra, mas decidimos não rescindir o contrato para não precisar realizar outra licitação, o que demandaria mais tempo e mais atraso para a entrega da obra. Agora, percebemos que o trabalho avançou e podemos garantir que a avenida estará pronta e muito bonita, como Imperatriz merece, até o final do mês de novembro”, reiterou.

 

Recuperação

À tarde, o secretário visitou a nova rodoviária e definiu uma série de intervenções na estrutura, visando proporcionar mais conforto aos usuários. As medidas, informou, serão anunciadas à imprensa em nova visita à cidade, em breve.

Ainda na rodoviária, foi assinada a ordem de serviço para reconstrução da MA-122 no trecho de 103 quilômetros entre João Lisboa e Amarante. Segundo Max Barros, até janeiro, serão priorizados os pontos críticos, para evitar cortes da estrada no período chuvoso.

“Inicialmente, trabalharemos para garantir trafegabilidade à estrada. Então, atacaremos os pontos mais críticos, algumas cabeceiras de pontes, para que ela não corte quando chegarem as chuvas. Isso ocorrerá até janeiro. Daí, até abril, a empresa contratada ficará de prontidão para manter as condições de tráfego e, a partir de junho, até meados do segundo semestre, esta estrada será totalmente recuperada”, frisou.

Max ainda vistoriou as obras de restauração da rodovia de acesso a Davinópolis, trecho de 8 quilômetros, e da MA-138, trecho de 42 quilômetros entre São João do Paraíso e o entroncamento com a BR-010.

 

Mais

Além das obras realizadas diretamente pelo Governo do Maranhão em Imperatriz, um convênio firmado este ano com a Prefeitura Municipal garante a execução de mais serviços para a melhoria da infraestrutura urbana da cidade. Os recursos para os investimentos são da ordem de R$ 5 milhões e estão sendo empregados na pavimentação de vias em oito bairros do município (Nova Imperatriz, Santa Rita, Vila Lobão, Jardim São Luís, Bacuri, Jardim Oriental, Jardim Lopes e Conjunto Vitória). Ao todo, desde 2009, cerca de 50 km de ruas já foram beneficiadas com asfalto novo.

“Estes são investimentos que há muitos anos tinham que ser feitos em Imperatriz e a governadora Roseana assumiu este compromisso e vem realizando as obras. Temos uma parceria com a prefeitura e o resultado nós temos visto nas ruas, com a recuperação da malha viária da cidade que era antiga e já não suportava mais o tapa - buracos”, disse o secretário.

Entre as obras vistoriadas, Max Barros em companhia do prefeito Sebastião Madeira visitou no final da manhã de quarta - feira (31) as obras de urbanização da Rua José de Alencar, no bairro Bom Sucesso.

Nos trabalhos iniciados em julho, estão sendo implantados 500 metros de galeria profunda para canalização do riacho de mesmo nome, entre as ruas Petrônio Portela e Santa Rita, área também conhecida como grota José de Alencar. Os serviços são de macro e micro drenagem, além de asfaltamento da rua com sarjetas, meio-fio, sinalização vertical e horizontal e implantação da iluminação pública.

 Quando estiver concluída, a urbanização do local vai acabar com o grave problema de trinta anos que aflige grande parte dos moradores que residem próximo à grota José de Alencar, e vai proporcionar um novo acesso aos usuários e comerciantes da Feirinha do Bom Sucesso, uma das mais antigas e tradicionais de Imperatriz.

“Esse é um sonho que vira realidade. Sempre que chovia nossas casas alagavam, sem falar no mau cheiro com o qual convivemos. Hoje, quando a gente acorda nem acredita que esta obra esteja sendo realizada. Só temos que agradecer ao governo pelo trabalho realizado”, disse a dona de casa Joyce Carvalho, moradora há 10 anos na rua.

Texto: Marcelo Júnior/Secom-MA
Foto: Jordana Fonseca

Operação contra hackers em Imperatriz

Delegados da `Polícia Civil do Maranhão são treinados para combater crimes cibernéticos

Delegados de Polícia Civil da Região Metropolitana de São Luís estiveram reunidos, na tarde desta quinta-feira (1º), no auditório do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), para discutir e tratar sobre os crimes cometidos na rede mundial de computadores.

Na oportunidade, o delegado Breno Galdino, do Departamento de Combate aos Crimes Cibernéticos, da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), falou sobre as ocorrências, formas de monitoramento e as ações mais comuns de atuação dos hackers dentro da internet.

Nesta primeira etapa, 15 dos 41 delegados das unidades de Polícia Judiciária estão participando. Os outros delegados serão convocados para a segunda etapa, que deverá ocorrer na próxima semana. “Estamos buscando aperfeiçoar o trabalho da Polícia Civil. Queremos que cada distrito possa solucionar os crimes contra a honra (difamação e calúnia) que são cometidos dentro da internet, e que apenas os crimes de maior complexidade sejam destinados a Seic, que tem um departamento exclusivo para investigar este tipo de crime”, explicou o delegado Sebastião Uchoa, superintendente de Polícia Civil da Capital.

Ocorrências

Segundo o delegado Breno Galdino, responsável pelo departamento que investiga os crimes cibernéticos, São Luís e cidades da Região Sul do Estado, com destaque para Imperatriz, são os locais que figuram com tendo o maior número de registro de ocorrências desta natureza. Ele afirmou que a Polícia tem trabalhado no intuito de traçar o perfil e a rota destes criminosos para identificar o endereço físico de onde eles acessam e cometem este tipo de crime.

De acordo com Breno Galdino, é necessário que os delegados distritais compreendam a dinâmica da internet e que estejam atentos às mudanças tanto na Lei quanto nos procedimentos, para que os envolvidos possam ser identificados com rapidez.

“Estamos promovendo junto com todos os delegados uma análise de alguns crimes para que possamos traçar o melhor caminho para chegar a quem comete este tipo de prática. Além disso, estamos dando algumas instruções, informações, normas, atualizações de Leis para que os delegados possam enfrentar estas mudanças constantes em relação aos crimes de informática”, ressaltou o delegado.

EXCLUSIVO Márlon Reis diz que Senado é “opção possível”

Márlon Reis, ex-juiz, um dos criadores da Lei da Ficha Limpa (Foto: Carlos Gaby) Em entrevista exclusiva ao blogue, o advogado e ex...