Paulo Henrique Amorim detona a grande mídia e define Veja: "Detrito sólido de maré baixa"

"Eles sempre estiveram contra os trabalhistas"

Em entrevista sincera e corajosa à TV Vermelha, do Portal Vermelho (ógão de divulgação do PCdoB na internet), o jornalista da Record detona a grande mídia e seus interesses em atacar sistematicamente os governos do PT. Para ele, os interesses dos grandes grupos de comunicação estão acima dos interesses do povo e das instituições democráticas.

Paulo Henrique Amorim diz que a grande mídia sempre esteve contra os governantes e políticos que lutaram e lutam para assegurar os direitos trabalhistas, diferentemente que fazem em defesa do capital internacional e das grandes fortunas dos conglomerados empresariais.

"A mídia brasileira sempre foi uma mídia contra os trabalhistas. Foi contra Vargas, Jango, Brizola, e agora está contra Lula e Dilma. Isso sempre foi assim", testemunha o jornalista;

"Digo no meu livro que Vargas foi a primeira vítima do PIG. O PIG é o que eu chamo de partido da Imprensa Golpista", relata.

Segundo ele, o PIG, "a imprensa raivosa", "está substituindo os partidos de oposição".

O jornalista diz que o PIG é formado principalmente o Globo, a Folha de São Paulo, o Estado de São Paulo e a Veja, que se nega a dizer o nome, preferindo definir a revista como "detrito sólido de maré baixa", "uma revista semanal que está em vias de extinção".

"Eles sempre foram contra os trabalhistas.O que mudou agora é que esse PIG se tornou mais raivoso e mais odiento, porque ele substitui os partidos de oposição... Eles são substituídos principalmente pela Globo", afirma.

"A democracia vive refém dos interesses empresariais da grande mídia", arremata.

Paulo Henrique Amorim lançou ontem (quinta, 3) o livro O Quarto Poder - Uma Outra História, a partir das memórias e dos bastidores da notícia de 50 anos de carreira.    

CASO NENZIN - Roseana e Sarney Filho se calam após a prisão de Júnior

Roseana faz campanha para Júnior (camisa e boné verde); ele, segundo a Polícia, é o mandante da morte do próprio pai, o ex-prefeito Nenzin...