Edir Macedo recomenda “jejum audiovisual” para “faxina espiritual”

Depois de lançar um canal de televisão na internet com 24 horas de programação religiosa, a Igreja Universal do Reino de Deus convocou seus fiéis a passar 21 dias sem consumir qualquer tipo de informação não religiosa.

O bispo Edir Macedo, líder da igreja, classificou o jejum de "abstinência audiovisual" em nota no seu blog. 

Os fiéis não deverão ver TV, ouvir rádio, acessar a internet ou ler jornais que estejam veiculando informação secular (não religiosa).

O jejum vai da próxima segunda-feira, dia 1º, até o dia 21. O objetivo é promover uma "faxina espiritual". 

"Será uma abstinência audiovisual de todo o lixo deste mundo. (...) Durante o jejum, o Espírito do Senhor descerá sobre todos os participantes sinceros", escreveu o bispo.

É a segunda vez que a Universal realiza esta abstinência audiovisual --a primeira foi em abril. Agora, porém, a igreja convoca os fiéis a assistir à Iurd TV, canal online lançado em maio. Macedo também é dono da Rede Record.

O chamado está no site da Arca Universal, portal de internet ligado à Iurd. "É de se esperar que mais pessoas se unam na mesma fé, pois agora está disponível para os internautas de todo o mundo a Iurd TV, com orações e mensagens de fé durante 24 horas", diz reportagem do site.

Ibama multa fazendeiro que exibia cabeça de onça como troféu

Sanches estuda “questões jurídicas”

Convidado pelas direções estadual e nacional do PCdoB para ingressar no partido, o vereador Edmilson Sanches ainda não decidiu se deixa mesmo o PSDB.

O PCdoB quer tê-lo como candidato a prefeito em 2012. E Sanches não esconde de ninguém seu desejo de disputar a Prefeitura de Imperatriz.

Mas há entraves jurídicos, “questões jurídicas que estamos estudando”. Caso deixe o PSDB, o vereador corre o risco de perder o mandato por infidelidade partidária.

Sanches reclama que não tem espaço no PSDB e os tucanos não engolem sua independência.

Sanches tem até setembro para tomar uma decisão.

Enquanto isso cumpre sua peregrinação diária de encontros, reuniões e palestras em associações comunitárias, entidades estudantis, clubes empresariais.

ENQUETE: A volta de Luís Moura

Na coluna da direita, enquete quer saber sua opinião sobre a decisão do Tribunal de Justiça do Maranhão determinando a reintegração do delegado Luís Moura aos quadros da Polícia Civil e pagamento de salários que superam R$ 1 milhão. Participe e vote.

Detritos

Genial charge de Sinfrônio, em Diário do Nordeste e blog do Josias de Souza

Serra Pelada dos arruaceiros e aproveitadores

O título acima é o mesmo do post do jornalista marabaense Hiroshi Bogéa (http://www.hiroshibogea.com.br) e revela de forma clara e objetiva o grande negócio que se tornou Serra Pelada (grande negócios, para os grandes, diga-se, porque o garimpeiro continua sendo sugado e desprezado).   

“Não tem jeito.

O garimpo de Serra Pelada volta a convergir disputas entre as incontáveis associações ditas representativas da classe, agora com ameaças de invasão do projeto de exploração mecanizada da mina de ouro.

A empresa Colossus Minerals divulgou nota ao público anunciando a  paralisação das  atividades na mina temendo sua invasão e consequentes desdobramentos.

No fundo, os governos Federal e Estadual são os responsáveis por toda essa guerra travada há décadas pelos tais líderes de garimpeiros, em detrimento dos interessados maiores – milhares de pais de família que sofrem no distrito de SP,  na mais autêntica vida de miséria com a qual um ser humano pode pode conviver.

Degredação plena.

Os governos são os responsáveis porque se omitem e, ao mesmo tempo, fazem coro às safadezas dos donos de cooperativas e associações, porque sabem poder contar com eles na próxima eleição.

Os políticos do Pará compactuam com isso.

O blog há anos alerta sobre a incompatibilidade de acertos oficiais no sentido de dar um rumo lógico  ao garimpo,  e aos seus residentes, enquanto os governos negociarem com a escumalha em seu entorno.

Não faz tempo, aqui mesmo, o poster deu seu último esturro, diante das babaridades ali praticadas.

Essa empresa  canadense Colossus Minerals que acertou,  na surdina, com a tal  Coomigasp, um contrato de exploração do ouro  que reduzido benefício levará aos verdadeiros garimpeiros, tem manipulado Serra Pelada a peso de muito dinheiro – cooptando autoridades e mantendo relação promíscua com a direção da cooperativa.

A ocupação da mina onde a canadense trabalha exploração de ouro, se ocorrer, é resultado de todo esse processo de faz-de-conta”.

Duda lança campanha pró-Carajás nesta quinta

O marqueteiro Duda Mendonça apresenta nesta quinta-feira, simultaneamente em Marabá, Santarém e Belém, a campanha que criou a favor da criação do Estado de Carajás, a partir da divisão do Pará.

O  IPEC (Instituto Pró-Estado de Carajás), que contatou Duda para defender o novo Estado no sul do Pará, diz que o marqueteiro criou a campanha publicitária gratuitamente.

O marqueteiro é proprietário de terras na região em que será criado o novo Estado, caso o plebiscito de 11 de dezembro decida pela divisão do Pará.

A campanha deverá ter tom otimista, procurando mostrar que a divisão do Estado trará benefícios para as três regiões envolvidas, para a região Norte e para o desenvolvimento do Brasil.

Será algo na linha de que a divisão será vantajosa para todos, embora muito se questione a viabilidade econômica das novas unidades federativas e o impacto da criação de novos Estados nas contas públicas.

Escrito por Vera Magalhaes às 11h26
BLOG PRESIDENTE 40

Allende se matou


Exame realizado no cadáver de Salvador Allende confirmou que o ex-presidente do Chile se matou com um tiro na cabeça durante o golpe de Estado que o depôs em setembro de 1973.

O resultado da análise realizada nos dois últimos meses foi divulgado na manhã desta terça-feira pela filha de Allende, a senadora Isabel Allende, e pelo chefe do Serviço Médico Legal do Chile, Patrício Bustos.

"O presidente Allende, ante as circunstâncias extremas que viveu, resolveu tirar a vida antes de ser humilhado ou de viver outra situação extrema", declarou a filha, emocionada.

"Não sobram dúvidas nem especulações, e temos muita tranquilidade, pois o resultado confirma uma convicção que tínhamos e ratifica a dignidade dele", completou.

Desde a morte do ex-presidente chileno no dia 11 de setembro de 1973, quando o golpe liderado pelo general Augusto Pinochet derrubou o primeiro presidente socialista eleito democraticamente na América Latina, havia suspeitas e muitas teorias conspiratórias sobre os últimos momentos de Allende dentro do Palácio La Moneda, sede do governo no centro de Santiago.

A versão mais conhecida, que era defendida inclusive pela família, dava conta que Allende suicidou-se com um tiro na cabeça disparado por um fuzil AK-47 que ele havia ganhado de presente de Fidel Castro. Sua morte ocorreu logo após o ataque dos militares ao palácio e foi testemunhada por um médico particular.

Mas a Justiça do Chile, diante das dúvidas e informações que Allende foi baleado mais de uma vez e por armas de distintos calibres, decidiu investigar o caso.

"Não há nenhuma dúvida de que ele se matou. Há uma ferida só, mas foram dois tiros", disse à Folha Patrício Bustos. Ele explicou a provável causa da confusão: foi confirmado que Allende usou o AK-47, fuzil automática que, quando programado assim, dispara mais de um tiro.

Para se matar, concluiu o exame, Allende apoiou a arma "na própria mandíbula".

O corpo de Salvador Allende continua no Serviço Médico Legal, localizado a poucos metros do Cemitério Central da capital chilena, onde a família do ex-presidente tem um mausoléu. O corpo deve voltar para a sepultura nesta semana.

Esta foi a segunda exumação dos restos do político. Em 1990, quando o Chile restaurava a democracia após 17 anos de ditadura de Pinochet, o corpo passou por uma primeira análise ao ser levado de um cemitério de Viña del Mar, onde foi enterrado em 12 de setembro de 73, para a sepultura na capital.

Acompanhado por equipes de peritos da Inglaterra e França, o exame divulgado hoje põe fim a uma dúvida de quase 40 anos.

Pérolas da blogosfera

O sol nunca se põe

“Ainda esta cercado de misterios o acidente ocorrido com o carro do advogado V. O veiculo em que ele trafegava um TEMPRA de cor prata pegou fogo em plena luz do dia. O fato ocorreu na noite de ontem na Avenida F.”

***

De volta ao presente

“A notícia é recente e deve causar um pouco de tranqüilidade ao prefeito Madeira no seu projeto de reeleição.

Ildão, mais conhecido como “pisada de porcão”, uma alusão às suas largas passadas, no dia 19 abril de 2011...”

***

Muito prazer, prezado!

“No meio de toda o atrito com o homicida que sacou de um revolver calibre 38 e deflagrou 6 tiros contra Josenildo antes de morrer ele ainda desferiu um golpe de faca contra o suspeito que até o prezado momento ainda não foi preso”.

Ildon retorna ao PMDB?

O senador João Alberto, presidente licenciado do PMDB maranhense, comanda nesta sexta-feira (15) em Imperatriz, grande encontro do partido na região tocantina. O encontro começa às 10h no Palácio do Comércio.

Estarão presentes no encontro, prefeitos, vereadores, presidentes de diretórios municipais, lideranças políticas e convidados dos municípios tocantinos.

Na pauta, a organização do PMDB em todas as cidades da região e as estratégias em relação às eleições de 2012.

Nos bastidores do encontro, conversas sobre o retorno do ex-prefeito Ildon Marques, de Imperatriz, aos quadros do partido.

O ex-prefeito de Governador Edison Lobão, Washington Plácido, confirmou nesta quinta-feira que deve ser assumir a comissão provisória do partido no Município.



Aos pinóquios de plantão

Pagot desmente as versões sobre a duplicação da BR-010 em Imperatriz

Diretor do Dnit: BR-010 em Imperatriz não tem licitação, nem está no Orçamento. A farsa caiu. Resta agora aos assessores, aos aspones, aos pilares da mentira, trazerem suas explicações a público.


O diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, admitiu na terça-feira (12) que o órgão cometeu muitos erros, mas tem mais acertos do que falhas nos 1.156 contratos de obras rodoviárias sob sua responsabilidade. Ao depor por mais de cinco horas no Senado, ele disse que, numa demonstração de reconhecimento dos "graves problemas" nas licitações, buscou respaldo para suas ações nos órgãos de controle, como o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria Geral da União (CGU).


Ao ser questionado pelo senador Aluísio Nunes Ferreira (PSDB/SP) sobre várias obras do Dnit, Pagot falou sobre o trecho urbano da BR-010 em Imperatriz:


“Também o senhor perguntou sobre a BR-010, lá no Maranhão. A BR-010, a única determinação que recebemos foi de fazer o PROJETO da travessia urbana de Imperatriz. Ponto. Não tem autorização para licitação, não tem recursos em orçamento, e essa obra NÃO ESTÁ contemplada para execuções de obras no Dnit”.


A declaração de Pagot joga um balde de água fria no projeto e desmente várias versões de políticos nos últimos quatro anos, especialmente durante o período da campanha eleitoral de 2010.


Em junho de 2010, no seu site, o deputado federal Davi Alves Silva Júnior comemorava “a revitalização da BR-010” que “vai sair do pape”. O deputado dizia que “conseguiu, junto ao Ministério dos Transportes, a liberação de mais de 150 milhões de reais para as obras de duplicação e adequação da capacidade de segurança da BR-010”.


O agora deputado Chiquinho Escórcio é outro que apregoava aos quatro cantos que a obra seria executada.


Até o presidente do Senado, José Sarney, tentou tirar uma lasquinha do “projeto”. Encaminhou documento ao então ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, em que justifica a liberação dos recursos: “Trata-se de um trecho de 12,8 km, de travessia urbana da cidade de Imperatriz, cuja duplicação e demais serviços de engenharia faz-se imperioso para atender ao intenso movimento, em especial de veículos pesados que trafegam pela Belém-Brasília”.


Mas tudo isso era uma cortina de fumaça, factóides, enganação mesmo. Todos eles sabiam que havia apenas o projeto, que não tinha licitação, nem recursos em orçamento, nada. Só o projeto não interessa. Pode ficar lá no Dnit engavetado por décadas.


Enquanto isso, em Tocantins as obras estão aceleradas em dois trechos urbanos às margens da Belém-Brasília: Guaraí e Colinas.

Assembléia define limites de Grajaú

O plenário aprovou na sessão desta quarta-feira (13) projeto de lei de autoria do presidente da Casa, deputado Arnaldo Melo (PMDB), que consolida os limites territoriais do município de Grajaú.
Antes de ser aprovado em Plenário, o projeto de lei recebeu parecer favorável daS comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional.
De acordo com o projeto, o município de Grajaú terá consolidado suas divisas com os município de Jenipapos do Vieiras, Barra do Corda, Fernando Falcão, Formosa da Serra Negra, Sítio Novo, Amarante do Maranhão e Arame.
O relator do PL na CCJ foi o deputado Carlos Alberto Milhomem(DEM). Agora o projeto aguarda à sanção da governadora

ELEIÇÕES 2012 - Telma Plácido pode aglutinar oposição em Governador Edison Lobão


Telma Plácido, esposa do ex-prefeito Plácido
Nem ela, nem o esposo, Washington Plácido, confirmam ou desmentem, mas o nome da ex-primeira-dama de Governador Edison Lobão, Telma Plácido, aparece com grande força em consultas populares feitas informalmente pelo grupo do ex-prefeito com chances de vitória em 2012. Até agora, segundo esses aliados, é o nome que pode enfrentar o atual prefeito, Lourencio Moraes (PSDB).
 

“Ainda não pensamos nisso. A eleição é só ano que vem. Estamos cuidando de nossas vidas. Claro que nos interessamos pelas questões de nosso Município, que pensamos política, mas nesse momento o importante é consolidarmos nosso grupo. O futuro político também nos interessa, mas precisamos avaliar todas as possibilidades”, declara o ex-prefeito.
 

Discreta, cuidando de seu negócio e da família, avessa aos holofotes da imprensa, Dona Telma não toca no assunto.
 

Plácido e Dona Telma deixaram o DEM e irão para o PMDB. O ex-prefeito, que tem como aliados o PTB e o PP, deve dirigir a nova comissão provisória do partido em Governador Edison Lobão.
 

Comandando as ações sociais do Município na gestão do esposo, Dona Telma foi responsável pela implantação de importantes programas sociais de valorização e promoção dos direitos de idosos, jovens e crianças, além de cursos profissionalizantes, iniciativas culturais e ações de cidadania.


Sob sua supervisão direta, cerca de 15 programas sociais foram implementados, entre eles o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, o Peti; criação de conselhos municipais, como o Conselho do Idoso e o Conselho da Criança e do Adolescente; oficinas de formação profissional; e forte política em defesa das crianças e dos adolescentes e valorização dos idosos.

“Esse excelente trabalho que ela fez, é hoje reconhecido pela sociedade de nosso Município. Talvez esse seja o seu melhor cartão de visita: seu trabalho incansável, suas iniciativas pioneiras, a maneira sincera e responsável como sempre tratou as questões públicas, as questões de interesse da comunidade, além, claro, do respeito que conquistou por sua seriedade, carisma e atenção que dispensa a todos. Acredito que a boa receptividade do nome dela entre a população é fruto de todo esse trabalho”, comenta o ex-prefeito.

Plácido diz que “tudo dependerá de apoios e composições”, mas ressalta que “o mais importante é a vontade dos eleitores”. “É difícil para quem é político, rejeitar o clamor da sociedade. Se esse for o desejo, quem sabe?”.

Prefeito de Marabá é denunciado por irregularidades na merenda escolar

O Ministério Público Federal no Pará (MPF-PA) denunciou na sexta-feira o prefeito de Marabá, Maurino Magalhães de Lima, o secretário de Educação, Ney Calandrini de Azevedo, por improbidade administrativa acerca de irregularidades na licitação e no contrato assinado em 2009 entre a prefeitura e a EB Alimentação Escolar. Os responsáveis pela empresa também são acusados na ação civil pública.

De acordo com o MPF-PA mesmo com um contrato de R$ 73 milhões entre a prefeitura e a empresa para fornecimento da merenda escolar, o alimento muitas vezes não era repassado às escolas ou, quando chegava, era insuficiente, de péssima qualidade e até estragado. Como consequência, as aulas chegaram a ser canceladas.


O MPF-PA relata ainda que educadores e pais de alunos chegaram a comprar os alimentos com seu próprio dinheiro. Na ação, foi pedida a suspensão de pagamentos à empresa, anulação do contrato e a restituição de recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).


Segundo a denúncia, a empresa não apresentou os atestados de capacidade técnica, os comprovantes de qualificação dos profissionais foram emitidos por uma empresa que seria da advogada da EB Alimentação Escolar e não foi cumprido o percentual mínimo de compra de produtos da agricultura familiar. Além disso, não teriam sido foram discriminados os lances dados pelas empresas participantes do pregão e notas fiscais não foram sequer atestadas ou identificadas.


Segundo a denúncia, a empresa não apresentou os atestados de capacidade técnica, os comprovantes de qualificação dos profissionais foram emitidos por uma empresa que seria da advogada da EB Alimentação Escolar e não foi cumprido o percentual mínimo de compra de produtos da agricultura familiar. Além disso, não teriam sido foram discriminados os lances dados pelas empresas participantes do pregão e notas fiscais não foram sequer atestadas ou identificadas.

Divisão do Pará: "sim" quer Padilha como porta-voz


Sempre que quer escapar do fogo cruzado das especulações sobre quem será o candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, o ministro Alexandre Padilha costuma usar um álibi inquestionável: seu domicílio eleitoral é no Pará, e ele não pretende transferi-lo.
Padilha tem seu título em Santarém, a "capital" da mobilização pela criação de Tapajós, onde residiu e trabalhou como médico.
O que antes era a saída perfeita agora pode virar nova saia justa para Padilha: como o ministro vai votar no plebiscito de dezembro que vai decidir pela divisão do Pará?
O governo federal ainda não se manifestou oficialmente contra ou a favor da ideia de criação dos novos Estados, mas um dos argumentos contrários é que as novas unidades representarão gastos públicos tanto na forma de repasses federais como na criação de novas estruturas políticas e administrativas.
Os organizadores do movimento pró-Tapajós não só estão confiantes no voto "sim" de Padilha quanto citam o ministro como possível porta-voz dos interesses da região junto à presidente Dilma Rousseff.
Escrito por Vera Magalhaes às 09h40

Fabrícia e banda na Romanos nesta 5ª

Atendendo a inúmeros pedidos e dando um grande presente de aniversário para a nossa cidade (Imperatriz que aniversaria no dia 16), na próxima quinta-feira (14) às 21h, a Romanos Pizzaria, a casa noturna mais elegante de Imperatriz, trás de volta a rainha do suing e axé, a já consagrada cantora maranhense Fabrícia  e sua banda, com novo repertório.
Fabrícia já fez três apresentações na Romanos e em todas agradou a gregos e troianos. Na quinta-feira, antes de Fabrícia subir ao palco, o cantor sertanejo revelação da cidade, João Carlos, fará o show de abertura cantando o melhor do sertanejo universitário, e claro, o sertanejo já conhecido do povo de Imperatriz e região tocantina.
Como sempre, a Romanos Pizzaria, prezando pela segurança do seu público, lembra que a partir desta segunda-feira (11), os ingressos para os dois shows, tanto da cantora Fabricia bem como do cantor Zezo, que se apresenta na sexta-feira (15) já podem ser adquiridos na portaria da casa pelo preço antecipado de R$ 15, com opção de pagamento em duas parcelas no cartão Credshop.  Portanto, corra e adquira logo o seu, pois os mesmos serão limitados!
Por Joãozinho Cézar (Assessoria)

O PSD em Imperatriz

O empresário Hassen Yussuf, ex-presidente municipal do DEM, deve ser o homem forte do PSD em Imperatriz e na região tocantina. O partido vai integrar a base de apoio do ministro Lobão no Maranhão.
O presidente da Câmara de Vereadores de Imperatriz, Hamilton Miranda, pode escolher: ser presidente do Diretório Municipal ou indicar um nome para o cargo.
O ex-prefeito Ildon Marques, cujo nome era especulado para ingressar no novo partido, deve retornar ao PMDB.

Até o próximo duelo


- Ok, man! Uma trégua temporária, então!
- Yes, mister Chiquinho.

EXCLUSIVO Márlon Reis diz que Senado é “opção possível”

Márlon Reis, ex-juiz, um dos criadores da Lei da Ficha Limpa (Foto: Carlos Gaby) Em entrevista exclusiva ao blogue, o advogado e ex...