PRIMEIRA MÃO: Richardson Lima é nome do PSDB para 2020 em Imperatriz

Ex-prefeito Madeira e Richardson Lima
Às 20h25

O empresário Richardson Lima foi ungido agora a pouco como o pré-candidato do PSDB à Prefeitura de Imperatriz em 2020.

O martelo foi batido com a bênção do ex-prefeito Madeira durante reunião da Executiva municipal do partido em Imperatriz.

Jornalista imperatrizense lança livros na AIL


O jornalista, escritor e professor Marcos Linhares lança nesta sexta-feira (07), às 19h30, na Academia Imperatrizense de Letras (AIL) os livros Não Existe Crime Perfeito, Cartas ao poeta dormindo e Faço, separo, transformo. 

Marcos Linhares é imperatrizense residente em Brasília.
 

Em "Não existe crime perfeito" são relatados casos como o episódio dos “Anões do Orçamento”, caso Pedrinho, sequestro de Cleucizinha, filha do então senador brasiliense Luiz Estevão e a fuga de Marcelo Bauer, condenado pela morte da namorada.

A obra, que está na segunda edição, conta, ao todo, 14 casos emblemáticos, narrados com detalhes inéditos pelo ex-diretor geral da PCDF (Polícia Civil do DF), Laerte Bessa, delegados e agentes que participaram direta ou indiretamente de cada uma das investigações.
 

"Cartas ao poeta dormindo" é o décimo primeiro livro do jornalista e traz textos de escritores, poetas e jornalistas (como Heródoto Barbeiro e Miriam Leitão) em forma de carta ao consagrado poeta e diplomata João Cabral de Melo Neto (1920-1999), autor do clássico Morte e Vida Severina.
 

A educação ambiental é o tema central de "Faço, separo, transformo", em parceria com Marcelo Capucci. Professor e aluno envolvem uma cadeia de agentes transformadores, como diretores, vizinhos, amigos, professores, catadores e garis, para conscientização do preservação do planeta e o convívio responsável com o meio ambiente.

Vereador Ricardo Seidel destaca luta pela ampliação da carga horária dos professores do Município

Vereador Ricardo Seidel é presidente da Comissão de Educação da Câmara (Foto: Fábio Barbosa/Assimp)
O vereador Ricardo Seidel (Rede) destacou a aprovação do projeto que amplia a carga horária dos professores da rede municipal de ensino de 20 para 40 horas semanais. O projeto, de autoria do executivo municipal, foi aprovado na sessão da última terça-feira (04) pelo plenário da Câmara Municipal.

Seidel é autor de uma indicação aprovada por unanimidade pela Casa em que solicita ao prefeito Assis Ramos essa ampliação como forma de agregar ganhos aos salários dos professores e suprir a falta desses profissionais em escolas municipais. O vereador atuou fortemente na causa, apoiando a luta do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelcimentos de Ensino de Imperatriz (Steei), participando inclusive de reuniões com representantes da Prefeitura e da entidade para debater o assunto.
 

"É uma vitória para a classe, que luta tem vários anos por essa conquista. Acompanhei essa luta deste o começo do ano e considero também uma vitória que marca esse meu mandato. Como professor, sou defensor da classe, dos direitos e das justas reivindicações dos profissionais da educação. Com certeza, é uma conquista histórica para nossos professores", comemorou o vereador, que também é presidente da Comissão de Educação, Cultura, Lazer e Turismo da Câmara Municipal.
 

O presidente do Steei, Francisco Messias da Silva, agradeceu o empenho da Câmara Municipal e do vereador Ricardo Seidel no encaminhamento e aprovação do projeto: "Quero agradecer e parabenizar o vereador Ricardo Seidel pela preocupação com que acompanhou todo o projeto e também pela agilidade da tramitação do projeto na Casa, porque precisamos do apoio de todos os vereadores".

Diocese de Imperatriz participa de encontro de povos e comunidades do Araguaia-Tocantins

Abertura do evento na manhã desta sexta (30) na Diocese de Miracema (TO)
A Diocese de Imperatriz enviou quatro representantes ao encontro que começou na manhã desta sexta-feira (30) e vai até domingo (2 de dezembro) em Miracema (TO). O “Encontro de povos e comunidades da bacia do Tocantins-Araguaia” é organizado pela Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM) como preparação do Sínodo Especial para a Amazônia. A REPAM é um organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Participam representantes das dioceses de Marabá, Cametá, Conceição do Araguaia e São Félix do Xingu (PA), Imperatriz e Carolina (MA), Tocantinópolis, Miracema, Palmas, Porto Nacional e Cristalândia (TO), São Félix de Araguaia, Barra do Garça e Rondonópolis – Guiratinga (MT).

A organização do encontro prevê a participação de cerca de 120 pessoas, sendo cerca de 85 representantes de dioceses e territórios (leigasos comprometidos em projetos sociais, representantes das pastorais sociais, religiosos, padres e o bispo), 25 representantes dos povos indígenas de Pará, Maranhão, Tocantins e Mato Grosso, mobilizados pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI), assessores da REPAM e representantes das entidades que apoiam o evento. 


A equipe de preparação elencou os objetivos que devem nortear as atividades: “identificar e vincular entre si os atores eclesiais e sociais que atuam na bacia, defendendo o território e o rio; refletir sobre o papel da Igreja a serviço das comunidades da bacia, de seus modos de vida e sua resistência; fortalecer os atores locais e avaliar novas formas de incidência política”.
 

No final do evento, os participantes lançam uma carta que servirá de documento para a agenda final do Sínodo Especial para a Amazônia, convocado para outubro de 2019 pelo papa Francisco.  
 

A REPAM-Brasil promove o encontro em diálogo com as dioceses e com o regional Norte 3 da CNBB e com o apoio da agência de cooperação suíça Fastenopfer.

(*) Com informações da REPAM

ICMS: Maranhão notifica mais de 40 mil empresas

Estado do Maranhão notificou, pelo seu sistema de Domicílio Tributário Eletrônico (SefazNet), mais de 40 mil estabelecimentos que possuem inscrição no cadastro do ICMS, mas se encontram com o registro suspenso de ofício por mais de seis meses, pelo descumprimento de obrigações tributárias. No aviso, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) informou que a empresa notificada tem até o dia 10 de dezembro para regularizar os motivos fiscais que determinaram a suspensão da inscrição do cadastro do ICMS.

A empresa que não atender a notificação da Sefaz terá sua inscrição estadual de contribuinte do ICMS cassada/cancelada, de acordo com o que prevê o § 3º do art. 66 da Lei 7.799/2002, que é o Código Tributário do Estado do Maranhão.

O Estado do Maranhão tem no seu cadastro do ICMS, gerido pela Sefaz, mais de 160 mil empresas registradas, das quais, no máximo 120 mil devem estar operando no mercado e são obrigadas a declarar e recolher o imposto devido, mensalmente, por fazerem atividades de venda, produção e industrialização de mercadorias, serviços de transporte, comunicação e fornecimento de energia.

O secretário de Estado da Fazenda, Marcellus Ribeiro Alves, informou que a Sefaz está realizando uma revisão completa do seu cadastro de empresas, cancelando os registros de mais 40 mil empresas que estavam inscritas como contribuintes dos Impostos sobre as operações de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Segundo o secretário, as 63 mil empresas estão sujeitas ao cancelamento ou até a baixa definitiva porque deixaram de cumprir suas obrigações não pagando o imposto ou não entregando as declarações.

“O descumprimento das obrigações tributárias prejudica os demais contribuintes, o Estado e toda a sociedade. A missão do fisco é assegurar os recursos necessários à manutenção dos serviços públicos e ao desenvolvimento do estado e, por isso deve zelar pelo cumprimento da ordem tributária”, afirmou o secretário Marcellus Ribeiro.

No prazo de 10 dias, os representantes das empresas sujeitas à baixa cadastral ou ao cancelamento podem se manifestar, regularizando as obrigações devidas, com o envio das Declarações de Informações Econômico-Fiscais (DIEF) pela internet, recolhendo as multas pelo atraso na entrega, por meio do DARE eletrônico, ou procurando as agências de atendimento da Fazenda para parcelar débitos.

Câmara Municipal concentra esforços para votar Orçamento e limpar pauta

Vereador José Carlos Soares, presidente da Câmara Municipal de Imperatriz
A partir da próxima semana, os vereadores irão concentrar esforços para aprovar matérias importantes e limpar a pauta de votações antes do recesso de final de ano. O presidente José Carlos Soares comunicou a lideranças partidárias e de bancadas que o calendário legislativo prevê mais duas semanas de atividades, com seis sessões ordinárias deliberativas. 

O presidente informou também que estão suspensas as sessões da Tribuna Popular e de audiências públicas. O objetivo é aproveitar as sessões restantes para votar matérias que estão em análise nas comissões, como projetos do Executivo.
 

Entre as votações importantes, estão as do orçamento para 2019 e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que aguardam pareceres técnicos.
 

O orçamento (ou Lei Orçamentária Anual, LOA) prevê o orçamento fiscal, investimentos, com estimativa da receita e a fixação das despesas do governo. É dividida por temas, como saúde, educação e infraestrutura. Prevê também quanto o governo deve arrecadar para que os gastos programados possam de fato ser executados. Essa arrecadação se dá por meio dos tributos (impostos, taxas e contribuições).
 

A LDO é elaborada anualmente e tem como objetivo apontar as prioridades do governo para o próximo ano. Ela orienta a elaboração do orçamento para o ano seguinte.

Extraordinárias


Caso necessário, o Plenário pode realizar sessões extraordinárias para limpar a pauta, segundo o presidente José Carlos Soares. De acordo com  o Regimento Interno (RI) da Casa, esse tipo de sessão não proporciona remuneração extra aos vereadores.
 

Sessão extraordinária é o funcionamento do parlamento fora do período da sessão legislativa ordinária.

UemaSul realiza seminário internacional sobre formação médica

Fonte: UemaSul
27/11/18

Será realizado nesta quinta (29) e sexta-feira (30), o Seminário Internacional de Formação Médica, promovido pela Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS) e com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). O objetivo do evento é debater a formação dos futuros estudantes do curso, fortalecendo o processo da formação profissional em saúde no estado.

O curso de Medicina representa um grande avanço nas políticas públicas de saúde e educação da Região Tocantina, junto à criação do Centro de Ciências da Saúde da UemaSul. A Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil e o Governo do Maranhão são parceiros da UemaSul no processo de criação do novo curso de Medicina da instituição.

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) é um organismo internacional de saúde pública, com um século de experiência, dedicado a melhorar as condições de saúde dos países das Américas. A Organização exerce um papel fundamental na melhoria de políticas e serviços públicos de saúde, por meio de parcerias e convênios, em um trabalho de cooperação internacional promovido com governos, instituições de educação e organizações não-governamentais.

O seminário integrará os membros de distintas áreas do governo, da academia, das gestões municipais de saúde e demais envolvidos, reunindo experiências nacionais e internacionais com o objetivo de discutir e aprofundar o conhecimento sobre a formação médica.

A reitora da UemaSul, Elizabeth Nunes Fernandes, informou que o seminário faz parte das ações propostas pela Comissão de Implantação do curso de Medicina. “O seminário tem por objetivo discutir a formação médica a partir das experiências internacionais e estaduais, que nortearão a criação do projeto pedagógico do curso. É uma grande oportunidade para troca de experiências e discussão da formação médica no Brasil e no mundo”.

O seminário será divido em duas partes: uma sessão aberta para todas as instituições de Ensino Superior sediadas no Maranhão com o propósito de debater o panorama global da formação médica em saúde, seus desafios e oportunidades, além de analisar as experiências internacionais para a formação médica na perspectiva de universalizar a saúde.

A segunda parte será uma discussão interna focada na consolidação do projeto político pedagógico, voltado para o perfil do estudante da região de Imperatriz, levando em consideração a estrutura existente da rede de atenção à saúde e de acordo com as necessidades de saúde da população, com o propósito de contribuir com a proposta de formação do Curso de Medicina da UemaSul.

PRIMEIRA MÃO: Richardson Lima é nome do PSDB para 2020 em Imperatriz

Ex-prefeito Madeira e Richardson Lima Às 20h25 O empresário Richardson Lima foi ungido agora a pouco como o pré-candidato do PSDB à ...