Concurso EMAP tem 13.675 inscritos; provas serão domingo, em São Luís

Fonte: EMAP
Texto: Andréa Oliveira
19/06/18

O concurso público da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) recebeu um total de 13.675 inscritos para as 42 vagas oferecidas. As provas serão realizadas no domingo (24), tanto para os cargos/áreas de nível superior quanto para o cargo/área de nível médio, com duração de 4 horas e 30 minutos. Para o nível superior serão realizadas pela manhã, às 8h; e para o nível médio, às 15h.

Os locais de aplicação de provas estão disponibilizados no site da instituição realizadora, o Cespe/Cebraspe: http://www.cespe.unb.br/concursos/emap_18, por meio de consulta individual. Também estão disponibilizados no site os números de inscritos por cargo, bem como a demanda de candidatos por vaga (http://www.cespe.unb.br/concursos/EMAP_18/arquivos/EMAP_18___DEMANDA.PDF). 

Como empresa pública, a EMAP é regida pelo princípio constitucional de preenchimento de cargos mediante concurso público. De acordo com o plano de ação da empresa, será realizado outro concurso em 2019 para o provimento dos demais cargos criados.

Dicas para o dia da prova

O inscrito deve comparecer ao local de realização das provas com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o início e apresentar comprovante de inscrição e do documento de identidade original. Para responder às questões o candidato deve usar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente.

Equipamentos eletrônicos e alguns objetos são proibidos durante a realização das provas e caso o candidato seja surpreendido portando algum deles poderá ser eliminado. Entre os itens vetados estão celulares, calculadoras e qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens; relógio de qualquer espécie, óculos escuros, protetor auricular, lápis, lapiseira/grafite, marca‐texto e (ou) borracha.  O mesmo vale para chapéu de qualquer tipo, recipiente ou embalagem que não seja transparente e qualquer dos objetos citados no item 5 do edital.

Todas as orientações para o candidato estão disponibilizadas no site do Cespe/Cebraspe e também são enviadas por e-mail.

Condecorações marcam aniversário da PM do Maranhão






Fonte: PMMA
Fotos: divulgação
18/06/18

Condecorações, homenagens e programação cultural marcam as comemorações pelo aniversário de 182 anos da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), realizado na sexta-feira (15) em São Luís. Na solenidade, no quartel do Comando Geral da PMMA, no bairro Calhau, às 7h30, mais de mil policiais militares foram condecorados com medalhas, sendo 886 com as de tempo de serviço policial militar de 10, 20 e 30 anos, 112 com a de mérito operacional e 226 com a maior comenda da corporação, a Medalha Brigadeiro Falcão.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela; o comandante geral da PMMA, coronel Jorge Luongo; o subcomandante Geral da Corporação, coronel Pedro Ribeiro; e mais três coronéis do alto comando da Instituição receberam a medalha Missão de Paz do Batalhão de Suez.

“É muito gratificante ser reconhecido pelo nosso trabalho, nos motiva a continuar com nossa missão de preservar e manter a ordem pública”, afirmou o sargento Marcos Galeno, que recebeu a medalha Brigadeiro Falcão.

As homenagens à PMMA continuaram na noite de sexta-feira, às 19h, no Teatro Arthur Azevedo (TAA), quando a Medalha Brigadeiro Falcão foi entregue para 182 autoridades civis, militares e convidados. Na programação, a apresentação da banda de música da PMMA, shows de cantores da terra, entre outras apresentações e homenagens à instituição.

Entre os homenageados na solenidade no TAA, com a medalha Brigadeiro Falcão, gestores do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís, integrantes do Poder Judiciário e do Ministério Público, autoridades eclesiásticas, das Forças Armadas e auxiliares, oficiais e praças de Polícias de outros estados. Também foram condecorados profissionais da imprensa, professores, empresários e lideranças comunitárias que se destacaram em relevantes trabalhos em prol da PMMA, da segurança pública e da sociedade maranhense.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Jorge Luongo, parabenizou as personalidades e militares homenageados e destacou o atual momento da PMMA. “Agradeço e parabenizo todos os condecorados que, diariamente, nos ajudam no combate ao crime. Agradeço, também, ao Governo do Estado pela confiança e pelos investimentos aplicados na segurança pública. Hoje, nossa polícia está mais próxima do cidadão e é referência nacional no combate à criminalidade”.

Este mês serão promovidas diversas atividades em homenagem a PMMA, a maioria voltada à sociedade, entre as quais competições esportivas, cerimonias religiosas, apresentações da Banda da PMMA, ações sociais e demonstrações de equipamentos e material com a história da PMMA em um shopping de São Luís.


História da PMMA

Em 182 anos, a PMMA cumpre a sua missão de defender os direitos legais, garantindo a segurança individual dos cidadãos e da sociedade. Cumpre suas missões constitucionais consolidando os valores democráticos, o respeito à vida, a integridade física e a dignidade da pessoa humana.

Entre suas atividades atuais, executa uma estratégia de policiamento comunitário, por meio de um trabalho integrado com a sociedade, visando à preservação da ordem pública, promovendo a proteção e o auxílio ao cidadão, a comunidade e ao patrimônio.

A PMMA está presente nos 217 municípios maranhenses. É formado pelo Comando Geral, três grandes Comandos de Policiamento de Área Metropolitana, um Comando de Segurança Comunitária, Comando de Policiamento Especializado na capital e no interior do Estado, oito Comandos de Policiamento de Área, distribuídos entre Batalhões, além de Companhias Independentes e Destacamentos Policiais.

Realiza diversas modalidades de policiamento, entre os quais o motorizado, montado, de mananciais, aéreo e a pé. Tem, também, em seus quadros administrativos as Diretorias e Seções, que dão o suporte na logística e no assessoramento para a atividade fim e no processo decisório.

Secretário de Saúde garante reabertura de 20 UTI´s

Secretário da Saúde, Carlos Lula, garantiu reabertura de 20 leitos de UTI mantidos pelo Estado
O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, garantiu a reabertura de 20 leitos de UTI´s em Imperatriz já a partir da próxima semana. A garantia foi dada durante participação dele na audiência pública realizada pela Câmara Municipal na manhã desta quinta-feira (14) para debater com autoridades da Saúde, do Judiciário, do Ministério Público e Defensoria Pública do Estado a falta de UTI´s diante da grande demanda na maior cidade do interior do Maranhão, pólo de atendimento de uma região de mais de 1 milhão de habitantes.
O secretário disse que o fechamento das 20 UTI´s, que funcionavam no hospital da Unimed, deu-se em razão de disputa judicial envolvendo duas empresas participantes de duas licitações realizadas pelo Estado.
Carlos Lula informou que a terceira licitação já foi homolagada e caso não haja recursos contestando o processo, as UTI´s serão reabertas a partir da próxima semana. Lembrou que Imperatriz passará a contar com 41 UTI´s, contando os leitos mantidos pelo Município (Socorrão e hospitais privados conveniados).  
O secretário participou da audiência a convite da presidência da Casa. Fez uma explanação sobre os investimentos do Governo do Estado na área da Saúde em Imperatriz e respondeu a questionamentos dos vereadores.
Lula destacou os investimentos no Hospital Macro Regional, ampliação do Hospital Materno Infantil, Casa da Gestante, serviço de oncologia infantil, UPA do São José, entre outros. “Na região sul do estado, só para Imperatriz o governo do estado repassa R$ 15 milhões por mês para custeio da saúde. A região sul do estado é a que tem mais recebido investimentos na área da saúde, são cerca de R$ 20 milhões mensais”, afirmou.

Diocese do Crato repudia ataques a dom Gilberto



O ex-bispo da Diocese de Imperatriz e atual da Diocese do Crato (CE), dom Gilberto Pastana, vem sofrendo fortes ataques da imprensa cearense, especialmente do Jornal do Cariri e do site Ceará News, simplesmente por ter participado de um evento na Maçonaria.  

Também o acusam, sem apresentar provas, de perseguição a padres que supostamente ‘não compactuariam’ com sua forma de agir. E ainda de que tem feito várias transferências de padres, situação normal na Igreja – o próprio sucessor de dom Gilberto na Diocese de Imperatriz, dom Vilson Basso, comandou várias transferências em grande parte das paróquias.

A Diocese do Crato saiu em defesa de dom Gilberto e divulgou Nota de Repúdio às tentativas de denegrir a imagem do bispo e do Clero do Crato. Confira abaixo o teor da Nota       

Nota de Repúdio

Nós, Clero da Diocese de Crato, manifestamos repúdio diante das matérias veiculadas pelo Jornal do Cariri e o site Ceará News, na manhã desta terça- feira, dia 29 de maio, que tentam, claramente, denegrir a imagem dessa Igreja particular na pessoa do seu pastor diocesano, Dom Gilberto Pastana.

Não é de hoje que esses veículos, usando a comunicação de forma irresponsável, querem suscitar desconfiança e abrir vias de desunião entre nós e os diocesanos. É notório que todo o conteúdo dos textos publicados é composto por informações mentirosas, o que os enquadram no contexto das Fake News, ou seja, notícias falsas, pois a linguagem é vaga e o teor da argumentação dá margem à inverdade.

Como nos alerta o Papa Francisco, em mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais 2018, as Fake News são “infundadas, baseadas em dados inexistentes ou distorcidos, tendentes a enganar e até manipular o destinatário. A sua divulgação pode visar objetivos prefixados, influenciar opções políticas e favorecer lucros econômicos”.

A verdade do Evangelho é a nossa força inspiradora. Unidos ao nosso Bispo, nós, Clero da Diocese de Crato, reafirmamos o compromisso de prezar pela comunicação que gera a comunhão e a edificação das pessoas, sobretudo, daquelas que nos são confiadas. Tudo o que foge a essa premissa não pode ser digno de nossa atenção, devendo ser punido e repudiado. Nenhum desses ataques, portanto, ficarão sem respostas.

Mantemos o apoio ao nosso Bispo na certeza de que ele guia a nossa Igreja, fazendo vir a nós o reino de Deus.

Pe. José Vicente Pinto de Alencar da Silva
Vigário Geral da Diocese de Crato

Pe. Vaudênio Nergino Ferreira
Representante do Clero da Diocese de Crato

....................................................................................
NOTA DO BLOGUE: O blogue presta sua solidariedade a dom Gilberto, sabendo de sua retidão moral, seu compromisso ético e cristão com a verdade e a Igreja. Dom Gilberto saberá enfrentar as falsas acusações e leviandades com sua fé inabalável e sua certeza na Justiça Divina.   


IMPERATRIZ - Aged realiza curso para habilitação e qualificação do médico veterinário



Para capacitar e habilitar os médicos veterinários ou futuros profissionais da área, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) realiza nesta sexta feira (15), na Facimp Wyden, a partir das 8h, o II Curso para Habilitação dos Médicos Veterinários no Programa Nacional de Sanidade dos Equídeos (PNSE).

A qualificação é uma adequação à instrução normativa, emitida pelo Ministério da Agricultura no início do ano, visando implantar diretrizes que previna, controle e erradique o Mormo (doença infecto contagiosa que afeta os equinos) no Brasil.

O curso abordará também instruções sobre as novas determinações na área dentro da legislação atual, sobre a responsabilidade ética do médico veterinário e sobre as novas ferramentas como os aplicativos para requisição de exames.

As inscrições são gratuitas e limitadas, podendo ser feita até o dia 14 de junho no link: bit.ly/2Mi8sbn

Câmara suspende decreto que criou Zona Azul



Texto: Carlos Gaby/Assimp
Foto: Fábio Barbosa/Assimp

Por unanimidade dos presentes (19 a favor e duas ausências), o Plenário da Câmara Municipal tornou sem efeito o decreto editado pelo prefeito Assis Ramos que criou o estacionamento rotativo pago, a chamada Zona Azul, em vias e logradouros públicos de Imperatriz. Alvo de polêmica e protestos da população, o decreto 17, de 8 de maio, estabeleceu extensa área em todo o centro da cidade para cobrança do estacionamento.

A Mesa Diretora colocou em pauta Decreto Legislativo de autoria do vereador Carlos Hermes (PCdoB) - subscrito por mais onze vereadores –, que sustava o teor do decreto, para apreciação do Plenário. Houve extenso debate entre governistas e oposição, mas a matéria passou com facilidade e foi encaminhada imediatamente à Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) para emissão de parecer.

O líder da bancada governista, Hamilton Miranda, e o vice-líder, Chiquin da Diferro, protestaram sob o argumento de que a matéria não requeria urgência na votação. Vencidos, os dois tentaram nova saída – Chiquin da Diferro, presidente da CCJ, indicou o colega relator da matéria na comissão.

Em seguida, o presidente José Carlos Soares, que por duas vezes suspendeu a sessão para negociação das bancadas, colocou em votação a quebra de interstício (prazo regimental entre e uma e outra votação de determinada matéria) a pedido do vereador João Silva (PRB), medida também aprovada por maioria absoluta do Plenário.

A manobra obrigou o relator Hamilton Miranda a apresentar seu relatório.

Nova surpresa: antes contrário, Hamilton Miranda deu parecer favorável de constitucionalidade ao Projeto de Decreto Legislativo (PDL) de Carlos Hermes, sendo seguido pelos outros membros da CCJ.

Bastava o voto da maioria simples na votação em plenário – os oposicionistas já tinham doze votos –, porém o decreto passou por unanimidade dos presentes à sessão. Ausentes apenas Alberto Sousa (PDT) e Rildo Amaral (Solidariedade) dos 21 vereadores.

Debates

Em sua justificativa para tornar seu efeito o decreto do prefeito, o vereador argumentou com base na Lei Orgânica do Município e na Constituição Federal que cabe à Câmara Municipal, após apreciação do Plenário, autorizar previamente o Executivo Municipal a fixar cobrança de tarifas ou impostos e também de que o Legislativo Municipal tem a competência para legislar sobre trânsito.

O vereador disse que o objetivo não é extinguir a Zona Azul, mas restringir os seus limites, assim como garantir a isenção de comerciantes e comerciários do centro comercial da cidade da cobrança de estacionamento.

“Apesar de sabermos que existe uma lei aprovada por esta Casa dando poderes ao Executivo de legislar sobre o trânsito, devemos coibir os excessos a extrapolação da lei, além claro de resguardar os interesses e direitos da sociedade”, reforçou. A lei foi aprovada em dezembro de 2017 e sancionada pelo prefeito Assis Ramos em janeiro deste ano.

O vereador Fábio Hernandez (PSC) disse que a população não foi consultada sobre a medida do prefeito, que há forte rejeição popular ao decreto e que este criaria mais um tributo, além “de se criar mais um serviço terceirizado, cuja arrecadação maior não iria para os cofres do Município”. Ele sugeriu que a Câmara vote matéria que modifique artigos do projeto que dêem poder unilateral ao prefeito para decidir sobre questões de trânsito.

Em seu relatório, Hamilton Miranda sustentou que a Câmara Municipal não é contra a organização do trânsito, “mas quer uma lei dentro da realidade” que seja debatida com os vereadores.

Ricardo Seidel (Rede) sustentou que as classes empresariais são contra a criação da Zona Azul como estabelecido no decreto e que o Município está sendo onerado em gastos com publicidade antes mesmo da colocação em prática da medida, que prevê licitação para exploração do serviço por empresa terceirizada.

O presidente José Carlos Soares frisou que a Câmara Municipal “nunca se furtou ao debate” com o prefeito Assis Ramos. “Ao contrário, ele que nunca quis esse debate”.
   

Líder da Maçonaria elogia governo Flávio Dino

Cerca de 40 diretores da Maçonaria estiveram com o governador
Fonte: Secap
Texto: Carolina Mello
Fotos: Gilson Teixeira e Karlos Geromy
11/06/18

“É acima de ótimo”, avalia o Sereníssimo Grão-Mestre da Maçonaria do Maranhão, Ubiratan João de Castro, sobre o Governo Flávio Dino. Cerca de 40 diretores da instituição almoçaram com o governador, nesta segunda-feira (11), no Palácio dos Leões. Na pauta, parcerias em programas sociais como o Mais IDH.

Segundo Ubiratan, a Maçonaria é parceira do Governo do Estado na busca pela redução de desigualdades e promoção da justiça social. Um exemplo disso é a colaboração da entidade em atividades do Mais IDH nos municípios mais pobres do Maranhão.

“Vamos dar continuidade a uma série de programas que a gente já vem fazendo junto”, frisa o Grão-Mestre, que na ocasião entregou ao governador o título de Venerável Honorário e o Malhete, símbolo de poder na Maçonaria.

Convergência de propósitos

Para Flávio Dino, a Maçonaria contribui com o desenvolvimento do Maranhão ao atuar em ações de caráter filantrópico, de alívio à pobreza. O apoio institucional da entidade ao programa político do governo demonstra a afinidade de objetivos entre ambos.

É o Governo do Maranhão e a sociedade civil trabalhando, lado a lado, pela melhoria dos indicadores sociais do estado. 

“Em razão de toda essa pauta em comum, de toda essa convergência, foi um momento de troca de opiniões, de ideias, visando que em cada esfera de atuação – governo e sociedade civil – haja a reiteração dessa convergência de propósitos”, completa o governador.

Concurso EMAP tem 13.675 inscritos; provas serão domingo, em São Luís

Fonte:  EMAP Texto:  Andréa Oliveira 19/06/18 O concurso público da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) recebeu um total de...