sábado, 26 de julho de 2014

IMPERATRIZ Joãozinho Ribeiro debate política cultural com gestores e classe artística

Joãozinho Ribeiro (C), o presidente do PCdoB de Imperatriz, Clayton Noleto (D) e artistas
O candidato a deputado estadual pelo PCdoB, Joãozinho Ribeiro, ex-secretário estadual de Cultura, reuniu-se com artistas e gestores culturais na noite desta sexta-feira, 25, na sede do partido em Imperatriz para colher sugestões, ouvir reivindicações e falar sobre os desafios da democratização e fomento da cultura maranhense em todas as regiões do estado.

Entre os presentes, o presidente da Fundação Cultural de Imperatriz (FCI), Lucena Filho; a vice-presidente da Associação Artística de Imperatriz (Assarti), Eró Cunha; o artista plástico Tom Neves; escritor e jornalista Domingos Cézar; o ex-presidente da Assarti, Eduardo Palhares; o professor e membro do Conselho Estadual de Cultura, Carlos Leen; a atriz Jô Santos; o artista circense Guilherme “Morceguin”; e os cantores Luís Carlos Dias, Sanzio Rossini, Negrini e Marcelo Mequetrefe.

“A partir de Imperatriz, vamos fazer uma grande ôla cultural no Maranhão”, disse Joãozinho Ribeiro, referindo-se ao movimento de mobilização dos artistas maranhenses pela democratização, diversidade e descentralização das políticas públicas de incentivo e fomento à cultura genuinamente maranhense.   
“O encontro aqui de Imperatriz complementa essa ideia da democracia e da discussão que o nosso candidato Flávio Dino está disseminando em todo o Maranhão. Fizemos aqui uma demonstração clara do Diálogos Culturais pelo Maranhão. Colhemos propostas para um governo popular e democrático, que é justamente a marca da campanha de nosso candidato, e a mudança da cultura política enraizada num estado oligárquico, coronelista, desigual e discriminador”, acrescentou.

Segundo Joãozinho Ribeiro, “uma política pública de cultura deve ser construída democraticamente, fincada na diversidade, descentralizada, e principalmente tendo como protagonistas os artistas e agentes fazedores de cultura”.

“Joãozinho Ribeiro, além de um grande artista, tem uma grande experiência como gestor cultural. Como gestor de cultura do Município, fui convidado para essa rodada de debate e procurei dar minha contribuição dentro de minhas atribuições e responsabilidades como servidor público. Joãozinho Ribeiro é um grande conhecedor da área e é sempre bom ouvi-lo e aprender mais”, afirmou Lucena Filho.

O cantor e compositor Luís Carlos Dias disse que a eleição de Joãozinho Ribeiro representará uma grande vitória para a classe artística maranhense. “Queremos uma mudança, mas com qualidade. Queremos essa mudança para termos uma política cultural diferente voltada para os artistas maranhenses. Acredito que Joãozinho Ribeiro dará uma grande contribuição a essa mudança”.

QUEM


João Batista Ribeiro Filho é poeta e compositor. Nascido em 29 de abril de 1955, participou ativamente do movimento pela democracia nos anos 70 e 80: fundou a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, integrou o Comitê Brasileiro pela Anistia, foi eleito delegado para o Congresso de Reconstrução da União Nacional dos Estudantes (UNE), em Salvador (BA), participou da liderança da histórica Greve da Meia Passagem, em 1979, e foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT). Ainda na década de 80, compôs trilhas sonoras de filmes e peças teatrais, como “A Urna”, em parceria com o Marco Cruz, do consagrado Walter Durst, e “Cabra Marcado pra Morrer”, texto de Ferreira Gullar. Em 1997, foi convidado para presidir a Fundação Municipal de Cultura de São Luís (MA), onde iniciou o processo de construção de políticas públicas de cultura, como a Lei de Incentivo à Cultura, o Conselho de Cultura, Fundo de Preservação e Revitalização do Centro Histórico e o Fórum Municipal de Cultura (até hoje em atividade). Dez anos depois, foi convidado para ser secretário de Estado de Cultura, quando realizou o I Fórum Estadual de Cultura e publicou o Plano Estadual de Cultura, concretizando o pensamento de políticas publicas descentralizadas e com participação ativa da sociedade civil. Foi assessor de Gilberto Gil no Ministério da Cultura.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

DOBRADINHA Marco Aurélio e Zé Reinaldo lançam candidaturas em São João do Paraíso

Cerca de 700 pessoas participaram na noite de ontem (quinta-feira, 24), do lançamento oficial das candidaturas do vereador Marco Aurélio (PCdoB), a deputado a estadual, e do ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB), a deputado federal. O ato foi organizado pelo produtor rural Beto Régis, candidato a prefeito do Município pelo PCdoB na última eleição municipal.

Lideranças políticas e comunitárias prestigiaram o evento e declararam apoio aos dois candidatos.

Marco Aurélio e Zé Reinaldo fazem dobradinha em quatro municípios da região tocantina e despontam com chances reais de vitória. Os dois são da coligação do candidato ao governo Flávio Dino.

“Foi uma noite especial para nós. São João do Paraíso deu uma grande demonstração de que quer a mudança. A receptividade de meu nome e do nosso amigo Zé Reinaldo foi muito boa. Tem sido assim também onde estamos realizando nossas reuniões, como aqui mesmo em Imperatriz, em Davinópolis, Ribeirãozinho, São Pedro da Água Branca, enfim em todos os lugares e bairros em que estamos levando nossa mensagem e do nosso próximo governador Flávio Dino”, comentou Marco Aurélio.

Zé Reinaldo destacou a importância de a região tocantina eleger representantes comprometidos com a mudança, que irão ajudar o próximo governador Flávio Dino na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados em Brasília.

“Nossa mensagem de necessidade de mudança, de mudarmos a história do Maranhão com um novo modelo que traga justiça social e igualdade para todos os maranhenses, tem sido bem recebida pela população. A região tocantina sempre apoiou os movimentos de resistência contra a oligarquia. Em relação à receptividade de meu nome, fico grato pelo reconhecimento do trabalho que sempre fiz por essa região e continuarei fazendo na Câmara dos Deputados se eleito”, declarou o ex-governador.

Para Zé Reinaldo, Marco Aurélio será uma das grandes lideranças políticas do Maranhão. “O trabalho sério e honesto dele na Câmara de Imperatriz, a história de vida e luta dele, a grande aceitação do nome dele, não deixam dúvidas de que terá sucesso nessa campanha e fará uma grande carreira política”.  


Marco Aurélio agradeceu a grande recepção e destacou a liderança de Beto Régis em São João do Paraíso: “Fico emocionado e extremamente agradecido e honrado pela recepção que tivemos por nossas centenas de amigos que caminham com o líder Beto Regis abraçando o nosso projeto político. A gratidão em saber que estamos no caminho certo. Muito obrigado aos amigos e amigas de São João do Paraíso que nessa demonstração de carinho participou com toda força do lançamento de nossas candidaturas: Professor Marco Aurélio deputado estadual e Zé Reinaldo deputado federal. Muito obrigado, São João do Paraíso. Muito obrigado, Beto Régis e seu grupo”.

"VOU DE 65" No Norte Maranhense, Flávio Dino recebe forte apoio dos moradores


Otimismo, animação e esperança marcaram as atividades de Flávio Dino nesta quinta-feira (24) no Norte Maranhense. O candidato da Coligação Todos Pelo Maranhão passou por Itapecuru-Mirim, Presidente Vargas, Vargem Grande e Nina Rodrigues.

Com bandeiras, adesivos e camisetas, centenas de moradores de Itapecuru-Mirim promoveram uma grande festa ao lado de Flávio. A esperança de um Maranhão melhor foi o ponto central dos depoimentos dos moradores de Itapecuru. “Esperamos que com Flávio Dino o Maranhão seja de felicidade”, disse Luís Frazão Bezerra, 52 anos, carroceiro.

Em Presidente Vargas não foi diferente. Muitos carros e pessoas aguardavam o candidato. Os moradores da cidade avaliaram que chegou a hora de promover um novo momento para a política maranhense.
“Estou votando em Flávio Dino porque acredito que com ele o Maranhão vai mudar. Ele é um homem sério, competente e tem vontade de melhorar a vida das pessoas. Veremos um novo tempo na política do nosso Estado”, afirmou Joás Silva Santos, 48 anos, lavrador e ex-vereador de Presidente Vargas.

“Eu vou é de 65”

Os moradores de Vargem Grande também saíram nas ruas para receber o candidato da Coligação Todos Pelo Maranhão. “Com 65 anos, ainda não tinha visto um candidato com capacidade e vontade de mudar o Maranhão como Flávio Dino. Eu tenho fé que vai acontecer. Eu vou é de 65!”, disse o lavrador Antonio Vieira.
A juventude também compareceu. “Estamos aqui porque precisamos de um horizonte depois do ensino médio. Já vimos as propostas do Flávio Dino e acreditamos que elas serão implantadas”, afirmou Gabriel Alves, 18, estudante.

Virar a página do atraso

Durante as atividades, Flávio Dino conversou com os moradores: “A nossa luta é para virar a página do atraso e fazer que o Maranhão tenha um futuro melhor, de dignidade e de aplicação honesta do dinheiro público. Tenho fé que a hora chegou”.
O candidato ao Senado pela Coligação Todos Pelo Maranhão, Roberto Rocha (PSB), disse que só tinha a “agradecer o carinho do Norte Maranhense e reafirmar o nosso compromisso com o processo de mudança do nosso Estado, com a coerência para promover um Maranhão mais justo”.

HOMENAGEM Festival de música de Pinheiro lembra o grande Coxinho

Cantador de boi, Coxinho é uma das grande expressões da cultura popular do MA  
Tem início hoje, (sexta), e segue até o próximo domingo, (27), na cidade de Pinheiro, o  24º Festival de Música Popular – Fesmap. O evento terá a participação de personalidades do mundo artístico e cultural, dentre elas, músicos e produtores, além de escritores, professores e jornalistas. Além de admiradores do Festival e público em geral. O Fesmap tem patrocínio da Cemar - Companhia Energética do Maranhão - através da Lei de Incentivo à Cultura, do Governo do Estado. A realização é da Fundação Cultural Pinheirense, (FCP).

Vinte e quatro composições concorrerão aos prêmios de primeiro, segundo e terceiro lugares. Além disso, a FCP premiará também aquele que se destacar como melhor intérprete no Festival. Os destaques deste tradicional evento receberão o valor total de 20 mil reais.

Abrirá o festival, o cantor e compositor Gildomar Marinho. Maranhense de Santa Inês, Gildomar Marinho está radicado em Fortaleza (CE). Violonista, compositor e cantor, Marinho fará show acompanhado pela banda Fesmap, apresentando músicas autorais antes que sejam iniciados os trabalhos de apresentação das músicas concorrentes.

No segundo dia do Festival, (sábado), os apreciadores da boa música e fãs do Festival, terão a apresentação do  cantor e compositor Rommel Ribeiro, músico maranhense que se  mudou para o Canadá em  2006 e, de lá pra cá, passou a praticar uma intensa atividade musical entre diversas cidades, notoriamente Montreal, Ottawa e Toronto.

Homenagem

O homenageado nesta edição é o poeta popular e cantador José Bartolomeu dos Santos, o Coxinho, nome de destaque no universo cultural e folclórico que muito contribuiu para a divulgação, em especial, do folclore maranhense.

Baseado nisso, a FCP convidou para fazer o encerramento, (domingo), a Cia Folclórica Fruto da Raça Show, comandada pelo filho mais velho de Coxinho, José Plácido Sousa dos Santos, o Zequinha, que na oportunidade  apresentará clássicos do folclore maranhense, em especial deste cantador, que deixou para a história, verdadeiro legado musical.  A Cia fechará o Festival cantando o hino do folclore maranhense, “Urrou do boi”.


O Fesmap teve seu início em 1980. Nesse percurso tem revelado talentos, abrindo dessa forma, espaço para músicos iniciantes e valorizando profissionais já conhecidos no mercado, além de reconhecer grandes intérpretes. Todas as músicas classificadas serão apreciadas por uma equipe de jurados, composta por jornalistas, músicos, escritores, professores e outros profissionais ligados à música. Todos convidados especialmente para a ocasião. (Assessoria)

MAIS SEGURANÇA Na Moral, de Pedro Bial, destaca modelo prisional defendido por Flávio Dino

O programa Na Moral, comandado por Pedro Bial e exibido pela TV Globo, destacou em sua última edição o modelo APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) como um das saídas para o caótico e inseguro sistema penitenciário do Brasil. Esse modelo também está previsto no Programa de Governo de Flávio Dino. 

O Na Moral abordou as violentas rebeliões de presos em Pedrinhas, no Maranhão. Ressaltou também que as prisões estão superlotadas, caras e não cumprem a função de reabilitar os presos. 

Bial destacou um número muito importante sobre a APAC. No sistema penitenciário comum, 70% dos presos voltam a cometer algum crime quando soltos. Já na APAC essa taxa é de 15%, muito menor. 

Além disso, os presos da APAC custam para a sociedade um terço do que os do sistema comum. Ou seja, o modelo é muito mais barato, muito mais eficiente e muito mais humano. 

Experiência positiva
O programa Na Moral dessa quinta-feira mostrou a experiência de uma unidade em Minas Gerais onde funciona a APAC. Os presos são tratados com dignidade, mas com rigor, como prevê a lei. Eles cumprem atividades de trabalho, estudo e reinserção das 6h às 22h. 

Paulo Antônio Carvalho, juiz da Vara de Execuções Penais de Itaúna (MG), diz que a APAC cumpre exatamente o que a lei determina. 

“Eu não sabia que tinha algo assim no Brasil. Custa um terço do sistema comum, é tão difícil assim ampliar para o resto do Brasil?”, perguntou Pedro Bial após a reportagem sobre a APAC. (Veja a reportagem neste link:http://globotv.globo.com/t/programa/v/regime-prisional-mais-humano-veja-experiencia-da-apac/3520184/)

O juiz Douglas de Melo afirmou ser “inexplicável” porque não se fazem mais cadeias com o modelo APAC no Brasil. Ele afirma que existe um interesse por parte de segmentos da sociedade em manter o sistema comum, já falido. “Ele é lucrativo para muitas pessoas”, afirma, referindo-se também a desvios de dinheiro públicos. 

O juiz explica que, nas APACs, a gestão é compartilhada entre a sociedade e o governo, o que leva a mais controle e fiscalização. 

quinta-feira, 24 de julho de 2014

FIM DO DESPERDÍCIO Flávio Dino elogia decisão de juiz que suspendeu farra de Roseana

O candidato da coligação Todos pelo Maranhão (PCdoB, PDT, PP, PPS, PROS, PSB, PSDB, PTC e Solidariedade), Flávio Dino, elogiou a decisão do juiz Clésio Coelho Cunha, de São Luís, que suspendeu a compra de 80 quilos de lagosta fresca, uma tonelada e meia de camarão, 750 quilos de patinhas de caranguejo, duas toneladas de peixe e cinco de carne para a residência oficial e casa de praia da governadora Roseana Sarney (PMDB).

O candidato oposicionista comentou no twitter: “Uma sábia decisão”.
O gasto com a compra das iguarias seria de R$ 2,5 milhões.

Uma das principais medidas de Flávio, se eleito, será combater o desperdício do dinheiro público em ostentação e festas em residência oficial.
Também o combate à corrupção no serviço público será prioridade.

O candidato assumiu o compromisso de criar Secretaria de Transparência e Controle, sem que seja criado nenhum novo cargo comissionado. A estrutura da nova Secretaria será advinda do remanejamento de cargos do Gabinete do Governador e da Casa Civil.

A Secretaria irá realizar o controle interno da administração, garantir o cumprimento da Lei de Acesso à Informação, apurar denúncias e fiscalizar a execução das despesas públicas, inclusive as realizadas mediante convênios. A Corregedoria Geral do Estado e a Controladoria Geral do Estado serão integradas à nova Secretaria. Haverá concurso público para ampliação de quadro efetivo estável e independente.

Venda de mansão


Flávio reforçou sua disposição de vender a mansão de veraneio do governo do Maranhão, na praia de São Marcos e com o dinheiro da venda construir o primeiro hospital público especializado no tratamento de câncer. “Reafirmo a nossa proposta: acabar com festas de luxo na mansão de praia do Governo, vendê-la e investir no Hospital Público do Câncer.”

PT DE VERDADE Militância petista inaugura comitê de apoio a Flávio Dino

Flávio é recebido pelo dirigente petista Márcio Jardim
A inauguração do Comitê Flávio Governador Dilma Presidente, em São Luís, foi recebida com entusiasmo na noite desta quarta-feira pela militância petista no Maranhão. A mensagem principal foi a necessidade da união dos esforços para mudar a política e a história do Estado.

“Flávio Dino representa uma virada de página na história do Maranhão, representa a mudança. O PT não poderia ficar de fora, pois é o partido da transformação”, afirmou Marcio Jardim, dirigente nacional petista.

O comitê é uma iniciativa da militância petista, que apoia em peso a candidatura de Flávio. Os militantes se mostraram insatisfeitos com a decisão oficial do partido de apoiar a candidatura de Edinho Lobão.

“O povo do Maranhão está marchando com Flávio Dino. Ele representa a esperança de quem quer o Maranhão no caminho do desenvolvimento. Vamos trabalhar em outros cantos, vamos trilhar este Estado para eleger Flávio governador e reeleger Dilma”, afirmou Terezinha Fernandes, ex-deputada federal pelo PT.

Unidade

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, também esteve na inauguração e destacou a unidade da oposição para as eleições deste ano: “Dos nove partidos que integram a coligação, quatro estão na base de apoio da reeleição da presidenta Dilma, além do apoio da militância do PT no Maranhão, que, em sua maioria, está com a candidatura de Flávio Dino governador”.

“Dessa forma, a inauguração deste comitê marca um momento importante para aqueles que estão apoiando Flávio e Dilma no Maranhão”, acrescentou.

Ex-presidente estadual do PT, Francisco Gonçalves afirmou que o comitê significa “dizer sim à vida” e a Flávio Dino. “A campanha dele é humanitária porque está em defesa da vida, e isso justifica a aliança do PT.”