POLUIÇÃO E FUMAÇA: Facimp nega participação em “boatos” sobre a Suzano



Antonio Leite, pres. da Facimp


Em nota, a Faculdade de Imperatriz (Facimp) nega qualquer participação em “boatos” difundidos em redes sociais segundo os quais a fumaça que cobre a cidade tem dois dias seria produzida pela fábrica de celulose da Suzano.

A nota é assinada pelo presidente da instituição, Antonio Leite Andrade.
  
Segundo a nota, “a Facimp não dispõe de meios para realizar pesquisa relacionada a qualidade do ar”.

Leia a íntegra da nota:  

A FACIMP – Faculdade de Imperatriz, através do presidente de sua mantenedora, Dr. Antônio Leite Andrade, torna público por meio desta, que o boato divulgado em redes sociais envolvendo a empresa SUZANO PAPEL E CELULOSE, dando conta de que a mesma estaria produzindo e lançando sobre a atmosfera da cidade de Imperatriz fumaça com efeito tóxico, é improcedente e consideramos tal boato maldoso e infundado.

Informamos ainda, que a FACIMP não dispõe de meios para realizar pesquisa relacionada a qualidade do ar.

Imperatriz – MA, 03 de dezembro de 2015.


Dr. Antônio Leite Andrade
Presidente da ARTEC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hospital de Ortopedia vai permitir 9.600 cirurgias a mais

Com a decisão de alugar uma estrutura já existente para instalar o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO), a Secretaria Estadual...