CAOS NO MA: Violência em São Luís; guerra pela água em Imperatriz

A violência em São Luís nos quatro primeiros dias da semana é um retrato 3x4 do quadro da bandidagem que tomou conta do Estado. O crime organizado com seu poder paralelo, e os dirigentes políticos encastelados em seus palácios.

Em Imperatriz, começou a guerra pela água. Restaurantes, hotéis, motéis, açougues já cpmeçam a fechar suas portas, Falta água em hospitais, escolas e repartições públicas. Nas ruas, o clima é tenso. A qualquer hora a violência pode explodir. Os estoques de água mineral em distribuidoras e depósitos de bebidas estão chegando ao fim.

O desrespeito ao cidadão é tão grande que nem a governadora, nem o secretário estadual de Saúde, nem o presidente da Caema e muito menos o prefeito, que adora se comportar como o xerifão da terra arrasada, aparecem pra dizer alguma coisa, nem que seja para sorrir da cara dos incrédulos.

O alerta está feito. Lembrem-se das manifestações Brasil afora e das que ocorreram aqui recentemente. Lembrem-se!

Um comentário:

  1. O prefeito não está nem aí para o povo. Hoje eu vi o segurança dele com uma saveiro vermelha cheia de galão de água mineral. Enquanto ele pode 10, 20 ou mais galão de água mineral, o pobre tem que beber água impropria para consumo e assim ter sua saúde prejudicada.

    ResponderExcluir

Ausência de vereadores: Câmara entra em recesso sem votar Orçamento

Mesa Diretora para o biênio 2019/2020 eleita na sessão desta quinta (14)  A Câmara Municipal de Imperatriz entrou oficialmente em reces...