Madeira acusa o golpe e prepara pesquisa encomendada

Era para ser a confirmação da preferência do Palácio dos Leões pela candidatura à reeleição do prefeito Sebastião Madeira. A pesquisa da Escutec confirmaria isso. Mas os números bateram à porta da razão. A reeleição do atual prefeito não será conto de fadas, como imaginava o tucanato. Os 20 mil votos de lambuja na eleição de 2008 são a canção diária na porta da governadora, mas as denúncias que afloram do tapete nos últimos três anos abrem a porta para a disputa acirrada.

O ex-prefeito Ildon Marques sacudiu a opinião pública com suas declarações diretas e sinceras, e escalou-se novamente no jogo. Disse, claramente, “sou candidato”. Bastou para os tambores tucanos voltarem a soar.

Madeira e os assessores dão de ombros à pesquisa, e preparam o contragolpe. Devem divulgar esta semana pesquisa encomendada em que ele lidera com folga. Antes mesmo de “começar a pesquisa”, fontes do governo municipal deixaram escapar a estratégia. A diferença da pesquisa encomendada por Madeira dará a ele larga vantagem sobre Ildon, anotem para conferir quando for divulgada.  

Madeira celebra o grupo Sarney, mas na hora de rezar adora o espólio de Jackson Lago, a quem deve a eleição. O prefeito e a esposa já anunciaram – claro, não publicamente – que o vice da chapa em outubro continuará sendo do PDT (partido de Jackson) e que querem dona Clay Lago e Igor Lago, esposa e filho do ex-governador falecido, em seu palanque, para deixar bem claro ao eleitorado que nada têm a ver com o grupo político da governadora.

Entretanto, nos últimos dois anos, Madeira sobrevive às custas dos investimentos do governo estadual, e fala isso em suas declarações públicas. Mas nos bastidores, menospreza e sorri da parceria, e prepara, mais uma vez, sua cena midiática.

Confiante na máquina pública, há gente de Madeira (fato explorado pela imprensa estadual) que acredita no poder de fazer e acontecer com o dinheiro público na eleição de agora. São coisas de arrepiar, expostas publicamente, as quais parecem alheias aos ouvidos de quem deveria ouvi-las.
O jogo começou. Ildon volta à cena, Madeira manda consultar os orixás (que os evangélicos não nos escutem), e Porto, Sanches e Adalberto Franklin estão adorando.

3 comentários:

  1. Quem fala demais dá bom dia a cavalo. - Vanderley Bolodório.

    ResponderExcluir
  2. Aí dentro, Tião !!! - Zé Pantika

    ResponderExcluir
  3. A dupla LAMAZON e DENDÊ BAIANO que toca lá no Forró da Preta é a mesma que vai animar o carnaval de Iperatriz ?

    ResponderExcluir

Perseguição na praia e estacionamento privado

Há décadas, durante quatro meses de veraneio, homens e mulheres do povo aproveitam para engordar suas poucas finanças familiares. Gas...