Para Sindijori, morte de Décio Sá "tem como pretensão silenciar a imprensa"

Para o Sindicato dos Jornalistas e Radialistas de Imperatriz (Sindjori), a morte do jornalista Décio Sá “é emblemática, porque tem como pretensão silenciar a imprensa, e reveladora porque expõe uma infeliz certeza: o crime compensa, inclusive o de pistolagem, quase nunca investigado pela Polícia do Maranhão”.
Em nota, o Sindijori lamenta a morte do jornalista e lança sai indignação diante do quadro de impunidade de matadores de aluguel que agem no Maranhão e no Brasil há décadas, numa prática que parece nunca ser combatida pelas forças de segurança.

Leia abaixo a íntegra da nota:

NOTA DE PESAR

É com imenso pesar que o Sindicato dos Jornalistas e Radialistas de Imperatriz (SINDIJORI) se reporta ao assassinato do jornalista Décio Sá, abatido a tiros, nesta noite de segunda-feira, 23 de abril de 2012, na Capital do Estado.

O crime, que desafia as forças de segurança, coloca em xeque o estado democrático de direito, fundamentalmente porque é, como se sabe, resultado do descontentamento da bandidagem, comumente flagrada na rapinagem do dinheiro público, ostensivamente denunciada pelo jornalista num dos blogs mais lidos e de maior credibilidade do Maranhão.

A morte de Décio Sá é emblemática, porque tem como pretensão silenciar a imprensa, e reveladora porque expõe uma infeliz certeza: o crime compensa, inclusive o de pistolagem, quase nunca investigado pela Polícia do Maranhão.

Em tempo, apresentamos a nossa solidariedade a família do morto e a nossa indignação a impunidade que, ao longo dos tempos, vem fomentando os chamados matadores de aluguel.

Aqui em Imperatriz, por exemplo, há um verdadeiro “celeiro” de pistoleiros.

Imperatriz, MA, 24 de abril de 2012.

JOSUÉ SILVA AQUINO PRESIDENTE

DANIEL PEREIRA DE SOUZA PRESIDENTE DE HONRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara não descarta acionar MP para suspender pagamento de contas de energia elétrica em Imperatriz

A comissão de vereadores formada para encaminhar as proposições no relatório que será enviado a autoridades, órgãos e entidades locai...