PSD lá e acolá

O presidente da Câmara de Vereadores, Hamilton Miranda, sabe mexer os pauzinhos. Ao convencer o ministro Edison Lobão a participar do encontro regional de seu partido, o PSD, na tarde de quinta, 15, em Imperatriz, colocou-se como mais uma opção na lista de pré-candidatos à sucessão do prefeito Sebastião Madeira. Foi forte no discurso, como requer o protocolo nessas ocasiões em que aliados e gente graúda da política local estão no “palanque” dos privilegiados.

Jogo de cena. Foi o que a maioria dos jornalistas que cobrem a Câmara entendeu. Ao apresentar-se como mais um na mesa de negociações, Hamilton na verdade mede a distância para viabilizar-se como vice de Madeira, e, em caso de vitória do tucano, aí sim, projetar-se como candidato natural à Prefeitura em 2016.

Ocorre que o jogo é jogado de cima para baixo, e Hamilton sabe que o momento é delicado. Lobão aposta na candidatura Ildon Marques (PMDB) e quer o PSD (partido do qual sua esposa, deputada federal Nice Lobão, é presidente estadual) no time dos aliados do ex-prefeito. Nesse caso, Hamilton estaria muito distante de uma chapa majoritária, e teria que adiar o projeto, priorizando sua reeleição ao Legislativo Municipal.

Dizem que Hamilton é o “vice de plantão”, e o PSD “a noiva oferecida”.

Em seu discurso, tentando demonstrar confiança, Hamilton disse há necessidade de “mais opções para Imperatriz”, numa alusão à polarização que a pré-campanha desenha com Ildon e Madeira.

“Não sou de montar só quando o cavalo passa selado. Monto também em cavalo bravo, e sei dominar o animal. Não tenho de desafios. Vou chegar na Prefeitura de Imperatriz”, bradou, batendo forte na Tribuna. Frase de efeito.

Hamilton também brincou com os concorrentes, que estavam na mesa das autoridades. “Madeira, Ildon, o PSD está à disposição para começarmos”. Queria dizer que não abre mão da candidatura própria.

Como se vê, o PSD procura os holofotes, porque sabe que é apenas um mero coadjuvante, até agora, na disputa. Para Madeira, seria ótimo o apoio do presidente da Câmara, mas ele desejaria mesmo ter Hamilton como seu vice? Há dúvidas, para dizer certezas.

De qualquer modo, Hamilton marcou posição ao ‘oferecer’ uma plateia de deputados, prefeitos e ex-prefeitos, vereadores e lideranças de vários municípios da região tocantina ao ministro Lobão, pré-candidato ao Governo do Maranhão. Com o gesto, espera não ser esquecido na hora da decisão, isso quando julho chegar.

***
Feitos e efeitos

“Como está na Bíblia, ‘Tu o dizes’”. Resposta de Lobão a um repórter de tv quando perguntado se era pré-candidato ao Governo do Estado.

“Lobão é o homem que o Maranhão precisa. Ele é um craque. Tenho até medo de chegar perto de Vossa Excelência, pra não pegar choque”. Deputado federal Chqiuinho Escórcio, elogiando o ministro por sua atuação nas Minas e Energia e levantando a bola, nas entrelinhas, da candidatura de Lobão à sucessão de Roseana. 

“O Hamilton tem capacidade de agregar. O PSD inicia uma caminhada para fazer história em Imperatriz”. Prefeito Madeira, tentando amaciar o ego do presidente da Câmara.

“Que cada candidatura do PSD possa ter sucesso. O Democratas está aberto a qualquer composição com o PSD”. Deputado estadual Antonio Pereira, jogando lenha na fogueira.

Publicado originalmente na coluna do Carlos Gaby, P2, do jornal Correio Popular (www.jornalcorreiopopular.com), edição de sábado, 17 de março de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara não descarta acionar MP para suspender pagamento de contas de energia elétrica em Imperatriz

A comissão de vereadores formada para encaminhar as proposições no relatório que será enviado a autoridades, órgãos e entidades locai...