A batalha começou


A carta-renúncia do vice-prefeito Jean Carlo, na qual anuncia sua desistência de concorrer novamente a número 2 do atual prefeito Sebastião Madeira na campanha da reeleição, significa o quê para o PDT?

Uma porta para a sala da candidatura própria?

Novo rebuliço se forma na esteira das especulações sucessórias.

O partido, novamente em confronto com o PSDB procopiano, já pensa de novo em Carlinhos Amorim à chapa majoritária?

PCdoB – principalmente – PSB, PPS, PCB e outros pés de esquerda, estão de orelhas em pé. É uma possibilidade real, acreditam alguns. O sonho da frente esquerdista parece não ter fim.

Em outro flanco, o ex-prefeito se debruça sobre o mapa da batalha.

É maio fechando com a incógnita de abril. Antes dos foguetes juninos, a fogueira estará ardendo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EXCLUSIVO Márlon Reis diz que Senado é “opção possível”

Márlon Reis, ex-juiz, um dos criadores da Lei da Ficha Limpa (Foto: Carlos Gaby) Em entrevista exclusiva ao blogue, o advogado e ex...