Cachorro salvou a vida de 10 mil soldados franceses na 1ª Guerra Mundial

Apelidado de 'Satã', o pastor alemão foi crucial para transportar mensagens estratégicas e equipamentos durante a batalha de Verdun. Ao final, sua ação foi fundamental para salvar a vida de milhares de franceses, que estavam encurralados pelos alemães


Usando uma máscara de gás e carregando uma mensagem estratégica, Satã (foto) cruzou as linhas inimigas sendo perseguido a tiros pelos alemães - Foto: Reprodução
Do UOL

O cachorro é o melhor amigo do homem, mas em muitos casos eles também são verdadeiros heróis. Satã, um simpático pastor alemão, entrou para a história por ter salvo a vida de aproximadamente 10 mil soldados franceses e por mudar o rumo da 1ª Guerra Mundial, uma das mais violentas da história. O cão foi usado para transportar equipamentos, mensagens estratégicas e de apoio moral as tropas da França, durante a Batalha de Verdun, em 1916.

Estima-se que aproximadamente 50 mil cães foram utilizados durante a guerra, sendo fundamentais para salvarem a vida de milhões de pessoas, e ´Satã´ é o mais ilustre desta lista. Após quase 11 meses de batalhas diárias pela posição em Verdun, entre franceses e alemães, os soldados aliados estavam encurralados por milhares de membros da Força Imperial da Alemanha e sem condições de escaparem com vida. Neste momento, Satã, um cão treinado pelo soldado francês Duvalle, entra para história e altera o rumo da batalha, que influenciaria toda a guerra. 

Usando uma máscara de gás, transportando dois pombos-correios e carregando uma mensagem estratégica, ele cruzou as linhas inimigas sendo perseguido a tiros pelos alemães. Fazendo um percurso em ziguezague, ele conseguiu escapar de centenas de balas, mas no final do trajeto foi atingido por dois projeteis. O primeiro ferimento não impossibilitou que mantivesse seu objetivo de transportar a mensagem, mas quando foi atingido pelo segundo tiro, na pata dianteira direita, tombou no chão. Tentando ajudar o cão, Duvalle se levantou na trincheira e gritou para Satã, que ouviu seu chamado. O herói canino, que estava com a pata quebrada, foi em direção ao seu treinador e entregou as mensagens juntamente com os pombos-correios. Foram poucos segundos expostos, mas tempo suficiente para que Duvalle fosse atingido no peito por um projétil alemão e morresse imediatamente. 

O pastor alemão era a última esperança dos franceses encurralados e seu heroísmo foi fundamental para salvar a vida dos 10 mil soldados que estavam cercados naquele momento. Juntamente com a mensagem, Satã trazia dois pombos-correios que foram usados para os combatentes sitiados avisarem aos seus colegas, posicionados a poucos quilômetros do campo de batalha, a localização exata que os alemães guardavam as armas e munições. A informação foi vital para os militares atacarem e destruírem o paiol. Já a mensagem que Satã carregava presa em sua coleira trazia poucas palavras, mas muita esperança num momento de moral baixa da tropa. Escrita num papel amassado e sujo, a informação era objetiva e suplicava "Pelo amor de Deus aguentem. Nós vamos aliviar as coisas para vocês amanhã". O dia seguinte, 18 de dezembro, marcou o final da batalha, que foi a responsável pela morte de mais de 720 mil soldados. A vitória dos franceses em Verdun foi fundamental para derrotar a Tríplice Aliança, ao final da guerra. 

Destino de Satã

Até os dias atuais não existe um consenso sobre o destino do heroico pastor alemão. Há duas versões, bem distintas, sobre o caso que variam entre o cão ter morrido após entregar a mensagem e outra que ele sobreviveu. Na segunda possibilidade, após se aposentar como herói de guerra do Exército francês, ele foi viver no interior do país com um dos soldados que ajudou a salvar. O verdadeiro destino de Satã não se sabe ao certo, mas o seu heroísmo ficará para sempre na história da humanidade.

Dennys Marcel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vereadores participam de instalação do CTA de Imperatriz

Os vereadores de Imperatriz participaram na manhã desta terça-feira (19) da solenidade de implantação da nova base do Centro Tático Aé...