O Bailar dos Pregoeiros




                                      O Bailar dos Pregoeiros” é o mais novo trabalho da Movimentar Cia de Arte e Dança, com direção geral de Lucena Marques e direção artística de Marina Correa. Um show musical em parceria com o Projeto Nós, comestreia marcada para o mês de junho em vários arraiais e teatros da cidade, que tem como objetivo maior o de potencializar a importância histórica e cultural dos Pregoeiros, através da música, arte e da dança.
                                      O trabalho promove um tour cultural pelo Maranhão, ressaltando seus potenciais e riquezas culturais, tudo tendo os Pregoeiros como destaque. Um trabalho que vem sendo amadurecido há seis meses, com uma trajetória repleta de trocas, parcerias, estreitamento de vínculos afetivos, e construção de aprendizagem significativa, assumindo o desafio de resgatar, criar e recriar o bailar cheio de encantamento dos Pregoeiros.
                                      Entre as manifestações de danças populares maranhenses roteirizadas para esse passeio cultural estão: Divino Espírito Santo, Cacuriá, Tambor de Crioula, Dança do Lelé, Baile de São Gonçalo, Dança do Coco, e um Pot-pourri de bumba-meu-boi, inseridas no contexto teatralizado dos pregões.
                                      A valorização da cultura não fica somente na escolha da temática e dos diferentes ritmos abordados no trabalho, mas também na priorização dos consagrados cantores e grupos populares compondo o repertório que traz uma proximidade maior plateia–artista durante a apresentação. À frente da parte musical do espetáculo, estarão os músicos Zanto Holanda (voz e violão) e Daniel Nobre (voz e guitarra), integrantes da Banda Projeto Nós, fundada em 2015, os quais possuem trabalhos autorais e já tiveram participação em especiais com Zeca Baleiro, Lenine e Radiohead.
                                      Um outro diferencial do espetáculo é a proposta de trazer os bastidores para a cena. Trocas de figurinos e de elementos de cena serão mostrados como parte do espetáculo, trazendo mais vida a cada personagem. E para isso os figurinos foram pensados de maneira funcional, facilitando e tornando surpreendente cada mudança de cena.       “O Bailar dos Pregoeiros”, trará no roteiro as seguintes cenas:

CENA 01 – FREIRA DOS PREGOEIROS - Ecoam sons da minha terra, um passado histórico vivo. Os pregoeiros entram em cena (de diversas direções) vendendo seus produtos (alguns com rimas, outros em gritos expressivos);
CENA 02 – EU CANTO A MINHA TERRA - Trata-se de uma inserção do público no universo popular maranhense, com presença de figuras (personagens) característicos da terra. Coreografia Teatro-Dança;
CENA 03 – O PREGÃO DO JORNALEIRO. Declamação da poesia;
CENA 04 – VEM REINAR DIVINA LUZ - Uma saudação ao Divino Espirito Santo, O cortejo composto pela corte (Imperador, Imperatriz e pomba) caixeiras, e bandeiras do divino, farão evolução coreográfica saudando o divino;
CENA 05 – FESTA DAS CAIXEIRAS - Uma performance entre as caixeiras e a fusão do toque de caixas do Divino para o cacuriá vai tornar esse momento envolvente e dançante. É a dança do Cacuriá. O bale entra e a dança é executada em pares;
CENA 06 – SOLTA NO TAMBOR DO SOL - O som do tambor de crioula vai subindo... o instrumental chama as coreiras para cena, que entram correndo e pousam elegância. Essa cena visa expressar sonoplastia e coreograficamente a magia do tambor de crioula do maranhão. Essa cena presta homenagem a bailarina popular Ana Duarte (in memoria) fundadora do tambor do sol;
CENA 07 – VIVA SÃO GONÇALO - A cena explora a tradição e a religiosidadebaseada na manipulação de arcos cobertos de flores em homenagem a São Gonçalo. A coreografia é executada por um bailado com movimentação em duplas que entrelaçam arcos de flores em uma grande festa ao santo;
CENA 08 – PELAPORCO, DANÇA DO LELÊ - Com muita alegria e vibração o balé se separa em 2 grandes cordões e executa coreografia evidenciando os momentos que divide a dança; o Chorado (inicio da festa, o convite a dança),  a Dança Grande (coreografia diversificada, a parte mais longa), a Talavera  ( caracteriza –se pela dança de braços dados)o Cajueiro (movimentos de juntar castanha e pegar caju) e saudação aos músicos.
CENA 09 – SEGURA O PARANGOLÉ - Tradicional e contemporâneo se entrelaçam na Dança do Coco, que no arrasta-pé colocam a poeira para levantar;
CENA 10 – PREOEIRO UMBERTO - Musica Maranhão meu tesouro meu torrão declamada como um pregão;
CENA 11 – A LUZ DO PINDARÉ - Entrada dos Cazumbàs (02), com cabeças altas de Igrejas Iluminadas (representando a luz da cultura maranhense), e sinos na mão (os sinos também farão referencia aos sons dos pregoeiros muito característicos dos picolezeiros). O ritmo de toque leve e suave conduz o arrastar dos pés e o balanço dos bailarinos, em uma iluminada execução coreográfica;
CENA 12 – Franciscos Pregoeiros e mães Corinas - Os personagens Pai Francisco e Mãe Catirina do Alto receberão a configuração de pregoeiros. Pregoeiros Franciscos adentram a fazenda com variados pregões de alimentos (frutas, queijos, sorvetes, picolés, cocada, derresol, pirulitos) mães Corinas, demonstram em movimentos coreográficos o grande de comer as delicias do Maranhão;
CENA 13 – Batalhão dos Pregoeiros Viva o Pregão nosso - Os personagens do alto do bumba meu boi bailam ao som das matracas. Nessa cena evidenciam-se os elementos e personagens marco do bumba meu boi, em um grande batalhão de pregoeiros.
                                     
                                      E na discografia do show musical estarão as seguintes músicas: “Todos Cantam sua Terra”, “Canto de Luz”, “Poutporrit Jabuti e Jacaré”, “Solta do Tambor”, “Viva São Gonçalo”, “Dança Grande São Simão”, “Parangolé”, “Estrela Miúda”, “Boi da Luz” e “Mimoso”.
                     Movidos pelo orgulho de ser maranhense, e pesquisar elementos da nossa cultura que apresenta um valor histórico, nos sentimos desafiados a viver a experiência enriquecedora de pesquisar, escrever, encenar, cantar e dançar a historia dos Pregoeiros, história essa desconhecida pela nova geração”, finaliza a diretora do espetáculo Lucena Marques.

                    
COMPANHIA MOVIMENTAR
A Movimentar Cia de Arte e Dança propõe o culto ao movimento e expressão corporal em sua magnitude com o foco de utilizar a arte, cultura e movimento como qualidade de vida. Com o filosofia “Dança para Todos” busca-se treinar o corpo, a mente e o espírito, despertando o prazer de dançar, criar e se movimentar, elevando o nível da qualidade de vida do integrante, independente de parâmetros pré-estabelecidos (idade, porte físico e sexo). A companhia valoriza as diferenças e não impõe padrões físicos ou de formações em dança como pré-requisito para que todos estejam em cena mostrando seu potencial artístico.

PROJETO: NÓS
Banda Projeto Nós. Fundação em janeiro de 2015.Integrantes: Zanto Holanda (voz e violão), Daniel Nobre (voz e guitarra). Surgiu de uma união de músicos com trabalhos autorais, que não tinham banda para concretizar suas músicas. Composto por músicos com influências e gostos diferentes que buscam aproveitar as variedades de sons do vasto mundo da música. Brincando com os timbres, ritmos e gêneros buscam um resultado diferente e divertidos para suas composições. Dentre os trabalhos realizados destacam-se os Especiais Zeca Baleiro, Lenine, Radiohead.




FICHA TÉCNICA
Produção: Cia. Movimentar de Arte e Dança.
Direção: Lucena Marques
Direção Artística: Marina Corrêa
Coreografia: Criação coletiva
Figurinos: Neto Vasconcelos
Confecção de figurinos: Diva’s Ateliê



CONTATOS - CIA MOVIMENTAR
Instagram: @movimentar_slz
Telefone: (98) 98823-3223


PROJETO: NÓS
Instagram: @projettonos
Telefone: (98) 9 8217-1673



Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONCURSO: 100 mil disputam vagas na PM/MA

Cerca de 100 mil candidatos disputam 1.214 vagas nas carreiras de soldado e tenente, com exigência de níveis médio e superior, no concurs...