Flávio Dino: "Estamos lutando contra um império"


Ao cumprir agenda política em Imperatriz neste final de semana, o pré-candidato ao governo do estado, Flávio Dino (PCdoB), reafirmou compromisso de elaborar seu programa de governo com base nas reivindicações populares que tem colhido em suas viagens pelo interior com o movimento "Diálogos pelo Maranhão". 

Na noite de sexta-feira 28, o pré-candidato participou da inauguração da nova sede do PCdoB, acompanhado do pré-candidato ao Senado, Roberto Rocha, atual vice-prefeito de São Luís, de três deputados federais e de parte da bancada oposicionista na Assembléia Legislativa, dos vereadores de oposição de Imperatriz, pré-candidatos a deputados estadual e federal, e lideranças políticas e comunitárias de 22 municípios da região tocantina. 

"Temos uma batalha, e há quem pense que está longe. Não, está perto. Estamos a 25 semanas da eleição e precisamos estar a cada dia mais unidos, compreendendo a gravidade dessa hora. Homens e mulheres comuns, que tem lutas e sonhos, que acreditam na justiça de Deus e dos homens, precisamos marchar juntos nesse projeto que é de todos", disse em breve discurso.   

Flávio Dino frisou que a campanha é dura e uma provável vitória da oposição nas urnas  só ocorrerá com união e adesão popular. Disse que ele e o pré-candidato ao Senado, Roberto Rocha, estão bem avaliado nas pesquisas, mas alertou para o comodismo do 'já ganhou'. "Estamos na frente das pesquisas, mas não se ganha eleição de véspera. Estamos na frente, mas temos humildade, pés no chão. Estamos lutando contra um império. D. Pedro II governou 49 anos, e esse sistema que aí está que governa o Maranhão tem hoje exatamente 49 anos. Até os impérios caem, e chegou a hora da queda desse sistema que não responde mais às necessidades de nosso povo".

"Peço que vocês lutem, que vocês batalhem, e vim aqui dividir com vocês a responsabilidade pela condução dessa campanha. É uma tarefa grandiosa. Divido essa responsabilidade com cada um dos maranhenses. Que sopre o vento da mudança, que vençamos a eleição para mudar para sempre a história do Maranhão", afirmou.  

Diálogos com a Juventude

Na manhã do sábado 29, Flávio Dino e comitiva se encontraram com centenas de jovens de municípios da região no auditório da Fama na abertura do movimento "Diálogos com a Juventude", o primeiro de dezenas de outros que acontecerão em todas as regiões do Estado.

O pré-candidato fez uma explanação dos problemas sociais e econômicos do estado e respondeu perguntas da platéia sobre os mais variados temas, destaques para educação, saúde, oportunidades de trabalho para os jovens e políticas para a juventude.  

"Mais uma vez conclamou a juventude a se engajar no processo de mudança política e social do Maranhão. "É uma luta de quem já passou, de quem lutou contras as injustiças, mas agora também uma luta de nós todos que estamos aqui, e de quem ainda virá, como nossos filhos e nossos netos", declarou.

"Não estou em busca de poder, porque quem quer ser poderoso se perde no caminho do egoísmo, da vaidade e da mentira", disse, ao ser questionado sobre sua candidatura. "Estou candidato a serviço, como servidor público, da nova política de respeito às pessoas".

Aos jovens, pediu "a verdade, a lealdade, as coisas boas da vida", que "compartilhem com todos os sonhos, as lutas, as determinações de justiça e respeito".

"Conto com a juventude de Imperatriz, com a juventude da região, para que possamos mostrar ao Brasil que o Maranhão encontrou um caminho diferente", disse.

No final do encontro, o pré-candidato, todas as lideranças políticas e participantes assinaram um painel que será usado como símbolo em outros encontros da juventude e como marca da participação direta da juventude na campanha.

À tarde, Flávio Dino e comitiva viajaram para Timon, onde participaram de mais encontro do "Diálogos pelo Maranhão". (Carlos Gaby) 

Publicado originalmente em O Progresso, edição de terça-feira 01 de abril de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CASO NENZIN - Roseana e Sarney Filho se calam após a prisão de Júnior

Roseana faz campanha para Júnior (camisa e boné verde); ele, segundo a Polícia, é o mandante da morte do próprio pai, o ex-prefeito Nenzin...