quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Filiação partidária não impede contratos

Flávio Dino: análise jurídica do contrato de aluguel da casa da Funac
O governador Flávio Dino usou o Facebook para se defender do "escritório que fabrica os factóides” – na definição do secretário de Comunicação, Márcio Jerry -, em supostas irregularidades na contratação de imóvel para abrigar uma unidade da Funac em São Luís.

Dino tomou pulso da situação, o que estava faltando desde o começo quando o caso foi divulgado.

Disse que vai “analisar juridicamente a situação de o cidadão [proprietário do imóvel] ser empregado de uma empresa pública”.

O governador negou que tenha sido responsável pela nomeação do proprietário do imóvel em cargo no governo: “Friso: tal nomeação não passa por mim”.

E prometeu: “Se houver qualquer dúvida jurídica sobre isso, a lei será aplicada, como tem sido sempre no nosso governo”.

Quanto ao fato de o proprietário do imóvel ser filiado ao PCdoB - partido de Dino - o governador foi direto: “Dúvida jurídica sobre a condição do cidadão ser empregado de uma empresa pública. Não sobre filiação partidária, que obviamente não impede [contratação do imóvel]”.  

Vai, não vai
Não vai. É o que garante o vereador João Silva (PRB). Seu nome estava sendo cotado para assumir a Secretaria de Planejamento Urbano e abrir vaga na Câmara de Vereadores para o suplente, Fidélis Uchoa, também do PRB, por acaso titular da pasta, já nomeado.

Posicionamento
Vereador Carlos Hermes (PCdoB) avisando que relacionamento com governo Assis Ramos será institucional. Oposição mais forte quando matéria confrontar-se com os interesses do Município.

Contato direto
Não é por falta de visitas às suas bases que o deputado Marco Aurélio (PCdoB) vai ser cobrado em seu mandato. Nem por ausência de atenção à educação, a principal bandeira de sua campanha.
Nesta segunda, 9,  visitou São João do Paraíso, Sítio Novo e Lajeado Novo, ouvindo dos prefeitos as demandas educacionais e anunciando ações imediatas em três escolas estaduais nos respectivos municípios.

Contraponto
O Governo do Maranhão tem usado dados atualizados para contrapor-se às críticas ao sistema carcerário do estado. Entre as ações, informa a aquisição de 30 viaturas em 2016, que somam 60 em 24 presídios do interior, instalação do sistema VoIP, que torna mais célere a comunicação interna institucional entre os servidores, concurso público para 100 novos agentes penitenciários efetivos, seguido da formatura de 235 novos agentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário