CARLOS HERMES DESTACA UNIÃO DA OPOSIÇÃO NA ELEIÇÃO DA CÂMARA


Gil Carvalho

Imperatriz – O vereador Carlos Hermes (PCdoB), que disputou nessa quinta-feira (5) à presidência da Mesa Diretora, classificou a eleição [antecipada] como um processo vitorioso instituído na Câmara Municipal de Imperatriz. “Sou de uma bancada de oposição honrosa, representei companheiros e gostaria de fazer um agradecimento especial, onde o amigo Marco Aurélio (PCdoB) foi o candidato na eleição anterior, tivemos quatro votos”, contou.

Ele assinalou também o trabalho e a competência do vereador Rildo Amaral (SDD). “É um guerreiro antes mesmo de chegar a essa Casa de Leis, assumindo a bandeira dos trabalhadores da educação, motivo que nos orgulha muito tê-lo como amigo; outro é o colega Aurélio, valoroso e coerente, com sua história de vida e posicionamentos políticos; é um grande ser humano”, frisou.

Hermes lembrou que durante todo o exercício do ano passado “esse grupo esteve junto votando e levantando as maiores bandeiras em benefício de Imperatriz”. “A cidade ganhou com a oposição que existe nessa Casa de Leis, pois a nossa candidatura representou o sonho de um menino pobre, nascido no interior do Piauí, que chegou em 1994 para morar na rua do Arame, no final do Parque Anhanguera, quando a maioria das casas era de madeira”, recordou.

O pré-candidato assinala que começou os estudos na escola Edison Lobão, no auge do impeachment do então prefeito Salvador Rodrigues; depois na escola Nascimento de Moraes, onde conhece Suelem, cunhada do vereador José Carlos. “Foi lá, que o sentimento de revolta e indignação com as injustiças sociais o qual sou originário, me levando a fundar grêmio estudantil, inclusive na escola Amaral Raposo, sendo eleito presidente da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Imperatriz”, relembra.

Carlos Hermes contou que “essa candidatura representou ainda o anseio desse mesmo jovem que entrou na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), campi de Imperatriz, que representou o Centro Acadêmico de História e sendo eleito o coordenador-geral do Diretório Central dos Estudantes (DCEs)”. “Me preparei para ser um grande profissional da educação e lutar pelo seu povo, onde fui aprovado em primeiro lugar no concurso público para professor de História, na rede estadual, em 2009”, finalizou.


Fotos: Fábio Barbosa/Assimp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara aprova 6.29% de reajuste para a Educação

A Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira (25) projeto de reajuste salarial de 6.29% para os servidores da Educação e a isonomia ...