SERRA VISITA SÃO LUÍS E RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO

O candidato à presidência da República, José Serra (PSDB), esteve nesta terça-feira em São Luís onde veio ser homenageado pela Câmara Municipal e fez campanha com o candidato ao governo do Maranhão pelo PDT, Jackson Lago. Serra chegou a São Luís às 15h 30, com quase duas horas de atraso. Do aeroporto seguiu direto para a Associação Comercial do Maranhão, no centro histórico, onde recebeu o título de Cidadão Ludovicense.
Ainda no aeroporto, o candidato tucano foi questionado se ele não teme que o nordestino tenha medo que ele acabe com o Bolsa Família e ele contestou a afirmação, culpando a oposição."Esse não é o grande medo do nordeste, isso é o que o PT espalha na disputa eleitoral. Isso é coisa de adversário eleitoral", disse Serra, que prometeu aos maranhenses que fará melhorias no programa.
"Eu vou reforçar o bolsa família aqui no Maranhão, em todo o nordeste e no Brasil. Um dos programas que deram origem ao Bolsa Família foi o Bolsa Alimentação que eu criei. Tinha 1,5 milhão de famílias já. A Bolsa Escola foi criada pelo ministro do Fernando Henrique, o Paulo Renato, tinha 5 milhões de famílias. Isso tudo foi juntando pra fazer o Bolsa Família como um todo. Expandiu que foi uma coisa boa, o que vou fazer. Vou melhorar ainda mais", afirma o candidato.
Serra foi recebido por integrantes do PSDB, PDT e PTC, mas na Associação Comercial, além de políticos, o presidenciável tinha também uma platéia de empresários. Em entrevista, o candidato prometeu geração de emprego para a região. "O nordeste precisa acima de tudo de emprego, saúde e segurança. Essas são as questões fundamentais. Pra ter emprego é preciso investir em estradas, portos, aeroportos, enfim, precisa dar uma base para a produção se desenvolver", disse Serra.
O candidato lembrou sua história de vida e sua atuação no Ministério da Saúde. "Nós temos que voltar àquele pique que a saúde teve quando eu fui ministro. Não é que a saúde tenha ido pra trás, mas ela deixou de avançar quando as necessidades apareceram", disse o candidato que anunciou projetos nesta área. "Eu tenho um programa que aqui vai se chamar 'mãe maranhense'. O que é isso? A mulher fica grávida, tem contato com um médico que vai acompanhá-la, faz seis exames pré-natais, é acompanhada no parto, no pós-parto e tem até um enxovalzinho para a criança. Esse é um instrumento pra reduzir a mortalidade infantil que no Maranhão tá muito alta, como em vários outros estados do nordeste, como é o caso de Alagoas", lembra Serra.
Ainda na entrevista, o candidato tucano não deixou de dar umas alfinetadas na candidata petista, afirmando ter um passado político para apresentar e questionando se ela participará dos debates, uma vez que ele diz querer discutir ideias com Dilma Rousseff (PT). "As pessoas vão poder comparar. Nós somos o quê? O que cada um faz na vida. A gente é aquilo que fez, aquilo que faz e, no ponto de vista do país, o que vai fazer. O Lula, a partir do dia 31 de dezembro deste ano não estará mais na presidência, o cargo de presidente não dá pra terceirizar. Quem for eleito é que vai comandar o país. Então, a população vai julgar quem tá mais apto, quem tem mais condições pra isso", afirmou o candidato.
José Serra prometeu voltar ainda este mês ao Maranhão, mas para Imperatriz, a segunda maior cidade do Estado e que também é administrada pelo PSDB. O candidato se diz animado com a campanha, afirmou que a "pesquisa que vai valer é a pesquisa na boca da urna" e que a campanha está fazendo com que ele cresça ainda mais como pessoa.
"Em cada lugar que eu vou, eu aprendo com as pessoas, nas ruas conversando, e aprendo também com os políticos que são nossos aliados que transmitem as questões, as necessidades. Portanto, eu tô crescendo nesta campanha apesar de toda a experiência que eu já tenho", explicou Serra.
Devido ao atraso na programação, a caminhada que o candidato faria com Jackson Lago pelas ruas do centro foi cancelada. Após a cerimônia de entrega do título de cidadão de São Luís, já à noite, Serra subiu num palanque com os demais candidatos da coligação "O Povo é Maior", que reúne PDT, PSDB e PTC.
Em seguida, antes de deixar a capital maranhense, foi visitar um pedetista companheiro de longas datas de Jackson Lago (PDT), só que no prédio onde mora o ex-deputado federal Neiva Moreira houve um incidente, um pequeno problema fez com que Serra ficasse quase dois minutos preso com outros políticos dentro do elevador.
Serra só deixou São Luís no fim da noite, quase madrugada desta quarta-feira. É que o candidato aproveitou a viagem para fazer gravações para o programa eleitoral gratuito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara não descarta acionar MP para suspender pagamento de contas de energia elétrica em Imperatriz

A comissão de vereadores formada para encaminhar as proposições no relatório que será enviado a autoridades, órgãos e entidades locai...