terça-feira, 9 de novembro de 2010

CHEGA A 18 TOTAL DE MORTOS EM PEDRINHAS

Policiais militares encontraram mais seis corpos de detentos mortos no Presídio de São Luís, localizado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão. As vítimas foram encontradas na tarde desta terça-feira (9), durante a vistoria realizada após o fim de uma rebelião que durou 27 horas.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do estado, o total de mortos durante o motim chega a 15 detentos. Todos foram mortos por outros presos de facções rivais. Cinco agentes penitenciários que eram mantidos reféns foram libertados e passam bem.
Além dos corpos, os policiais militares encontraram três armas.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de São Luís.
Os presos iniciaram a rebelião na manhã de segunda-feira (8). Eles reclamavam da diretoria do presídio e pediam mais agilidade no julgamento de alguns processos.
Outra rebelião - Uma segunda rebelião, também na manhã desta terça-feira, ocorreu em outro presídio dentro do mesmo Complexo Penitenciário. Três presos foram mortos, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública. Neste motim, não foram feitos reféns. A rebelião teria sido desencadeada em consequência da primeira, no Presídio de São Luís.
O secretário de Segurança do Maranhão, Aluísio Mendes, dará entrevista coletiva daqui a pouco prestar informações oficiais acerca da rebelião de presos no complexo penitenciário de Pedrinhas: número de mortos, reféns, negociações, o que teria motivado a rebelião, entre outras informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário