JORNALISTA ENTRA EM COMA APÓS SER ESPANCADO


O jornalista russo Oleg Kashin, 30, entrou em coma neste sábado depois de ser brutalmente espancado por dois homens, na frente de sua casa. O editor do jornal em que trabalha, o renomado "Kommersant", afirmou que o ataque provavelmente está ligado a sua cobertura de partidos da oposição.
Os dois homens encurralaram Kashin pouco depois da meia-noite deste sábado, quando ele retornava para seu apartamento. Eles bateram fortemente em sua cabeça, quebraram suas pernas, mandíbula e dedos.
Colegas disseram que Kashin apanhou tanto que sofreu uma concussão e múltiplas fraturas. Depois de uma operação de emergência, os médicos o colocaram em coma artificial.
O seu editor, Mikhail Mikhailin, disse que o fato dos criminosos não terem roubado nada de Kashin e de terem quebrado seus dedos indicaria uma retaliação por seu trabalho.
Em declaração no canal de TV NTV, Mikhailin disse que Kashin investigava atualmente "organizações informais". Ele não deu mais detalhes.
Kashin já escreveu sobre os mais variados assuntos sociais e políticos, alguns deles polêmicos. Ele não era identificado como um dos mais ferrenhos opositores a Moscou.
Muitos jornalistas foram atacados ou mortos na Rússia nos últimos anos, com poucos perpetradores encontrados e condenados. Desde 2000, ao menos 18 assassinatos ficaram sem solução, segundo o Comitê de Proteção a Jornalistas, com base em Nova York.
Neste caso, contudo, o presidente Dmitri Medvedev já ordenou que o ministro de Interior e o procurador-geral russos supervisionem pessoalmente as investigações.
O caso foi destaque em todos os canais de TV russos. A NTV entrevistou uma vizinha que ouviu o ataque. "Ele estava coberto de sangue, seu rosto estava completamente coberto de sangue, assim como suas pernas", disse Olga. "Ele mostrou sua mão ao paramédico para que ele visse que estava toda quebrada".
Mikhailin disse que os médicos decidirão na segunda-feira se Kashin pode ser removido do coma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONCURSO: 100 mil disputam vagas na PM/MA

Cerca de 100 mil candidatos disputam 1.214 vagas nas carreiras de soldado e tenente, com exigência de níveis médio e superior, no concurs...