Suzano entra no TO e expande área de plantio de eucalipto



O Programa de Parceira Florestal (PPF) da Suzano Papel de Celulose, que visa estimular o desenvolvimento regional através de parcerias com produtores locais para o fornecimento de madeira do eucalipto, também será realizado no Tocantins. O primeiro contrato do Programa no Estado foi assinado na modalidade Renda Verde, por meio de convênio da Suzano e o Banco do Brasil. 

O contrato estabelece uma área de plantio efetivo de eucalipto em 299 hectares da propriedade de Maju l, do produtor rural  ngelo Crema Marzola, localizada no município de São Bento do Tocantins. Com mais este contrato o acumulado de liberação financeira da Suzano Papel e Celulose, via convênio com o Banco do Brasil para o Programa de Parceria Florestal em 2013 chega ao valor de R$ 2.073.640,28. O Programa de Parceria Florestal já firmou 20 contratos num total de 5.083,67 há de plantio efetivo. Só no Estado do Maranhão, o Programa já firmou 10 Parcerias para o plantio de 2.669,69 hectares de eucalipto no Estado, seguido pelo Estado do Tocantins com 08 contratos firmados, perfazendo um total de 2.047,98 há de plantio efetivo que irão contribuir para produção de celulose na fábrica da Suzano, em Imperatriz-MA. 

A assinatura do primeiro contrato do Programa Parceria Florestal no Tocantins ocorreu durante o evento “Tocantins Florestal”, promovido em Palmas-TO, pelo Painel Florestal, com a realização da Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária (Seagro), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Tocantins e a Associação dos Reflorestadores do Tocantins (Aretins).

Na ocasião, a Suzano Papel e Celulose, patrocinadora do evento, apresentou uma palestra sobre o Programa Parceria Florestal, e também marcou presença por meio de um estande institucional, que expôs as atividades desenvolvidas pela empresa na região. 

Parceria Florestal

O Programa Parceria Florestal é realizado em três modalidades: Renda Verde, para proprietários com até 15 módulos rurais (medida adotada pelo Incra e IBGE), Invest Verde, para propriedades maiores que 15 módulos fiscais e menores que 90 módulos fiscais, e Empreende Verde para proprietários com áreas menores que 90 módulos fiscais. Nos três casos, a Suzano Papel e Celulose garante contratualmente a compra de diferentes percentuais da madeira produzida, de acordo com a modalidade. Em todas as modalidades, os parceiros tem a Parceria Florestal como mais uma oportunidade de negócio na Região de atuação da Companhia. 
Além disso, os produtores parceiros contam com o apoio e incentivo da empresa para realizar o planejamento do uso do solo de acordo com o órgão ambiental local e para a obtenção de licença de plantio, quando aplicável. A parceria inclui ainda a doação de mudas, assistência técnica, planta topográfica; Projeto junto à Instituição financeira e fiança, esse último na modalidade Renda Verde. 

Com informações da Assessoria de Imprensa da Suzano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clã Sarney e o ‘Bloco Sanatório Geral’

Os temas se cruzam com extrema coincidência que pensamos (ou temos certeza) que ainda estamos no auge do coronelismo político no Maranhão...