Deputados de oposição repudiam declarações do senador e pré-candidato Edinho Lobão

Deputado Marcelo Tavares (PSB)

08/05/2014 15:46:25 - Ribamar Santana / Agência Assembleia


Os deputados Bira do Pindaré (PT), Othelino Neto (PCdoB) e Marcelo Tavares (PSB), em pronunciamento da tribuna da Assembleia, na sessão desta quinta-feira (8), repudiaram as declarações do pré-candidato ao governo do Estado, senador Edinho Lobão (PMDB), proferidas em entrevista concedida ontem à tarde (7), em emissora de rádio local.

Segundo os deputados de oposição, o senador Lobão Filho teria oferecido, inicialmente, R$ 20 mil para quem lhe entregar um documento que prove os atos de corrupção do pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) e, em seguida, R$ um milhão para quem os apresentar em vídeo. “O senador Lobão Filho, no mínimo, tem que se retratar perante a opinião pública porque isto é uma ameaça ao processo democrático”, cobrou Bira.

Bira disse que o Maranhão não pode aceitar ser vítima de “baixarias” e de posturas que atentem contra a democracia, alertando que o debate tem que ser feito no campo das ideias, das propostas, da discussão sobre as soluções dos problemas da população. “É preciso que a gente coloque o mínimo de nível e qualidade para essa discussão. É isso que a população espera e não esse festival de baixaria”.

O deputado Othelino Neto afirmou que custou acreditar, no que viu nos noticiários e ouviu em gravação da entrevista, se, de fato, o teor das declarações do senador pemedebista fossem realmente aqueles. “Quando ouvi comentários, a priori, achei que era brincadeira. Mas quando ouvi e não tive mais dúvidas se era ou não verdade, fiquei deveras chocado. Fiquei impressionado com essa entrevista. Acho que cabe uma autocrítica do senador. Tenho certeza que o ministro Lobão não apoiaria declarações tão infelizes”, observou.

O deputado Marcelo Tavares revelou que ficou assustado com o nível baixo com que o senador Edinho Lobão quer transformar a eleição, no Maranhão, acrescentando que acredita que as pessoas de bom senso do grupo político da governadora também não concordam com tamanho absurdo. “Queremos discutir o Maranhão, propor ideias, apontar os problemas e mais do que apontar os problemas, propor as soluções, este é o papel que o bom candidato deve fazer”, defendeu.

Segundo Marcelo, a disputa política tem de ser travada com dignidade e respeito, não só aos adversários, mas, sobretudo à população do Maranhão. “Quando você quer usar o palanque para denegrir a família do adversário é porque você não preza a sua. Deixo aqui a nossa indignação ao nível de campanha que querem impor ao Maranhão”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A criação da Comenda Frei Manoel Procópio

Maior honraria concedia pelo Município de Imperatriz, a Comenda Frei Manoel Procópio leva o nome do missionário, considerado o fundador...