Flávio Dino: “Quero fazer um pacto com Imperatriz”



Pré-candidato da oposição diz que “não podemos mais ser submetido às humilhações”

Em evento que reuniu mais de 3 mil pessoas na noite de quinta-feira, na sede da Maçonaria da rua Alagoas, no Juçara, e contou com as presenças de dois ex-governadores, dez deputados, prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, ex-parlamentares e lideranças políticas de vários municípios da região tocantina, o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira anunciou oficialmente a adesão do PSDB estadual à coalizão de partidos que apóiam a pré-candidatura de Flávio Dino (PCdoB) ao governo do Maranhão.

Com o apoio da sigla tucana, agora são nove os partidos da coalizão que sustenta o projeto político do pré-candidato do PCdoB.

“Não me arrependo de nada. Estamos olhando para o futuro. Temos que ter inteligência emocional para superar as diferenças”, declarou Madeira no palanque que reuniu os ex-governadores João Castelo e José Reinaldo Tavares, o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha, pré-candidato ao Senado, o deputado federal Carlos Brandão, pré-candidato a vice de Flávio Dino, e outros líderes oposicionistas do estado.

“Se eu não estivesse convencido, teria me convencido hoje”, afirmou Madeira ao público, referindo-se aos discursos de Flávio nos eventos em que participou. “Não tem ninguém que fale com mais fluência dos assuntos do Maranhão”, afirmou.

Madeira pediu que Flávio recupere o orgulho de ser maranhense. “Não tem coisa que dá mais desgosto do que você ir Brasil afora e dizer que é do Maranhão e as pessoas fazerem chacota”, afirmou Madeira.

Flávio Dino disse que vai fazer de Imperatriz “a nossa segunda capital” e enalteceu o gesto do prefeito e do PSDB.

O pré-candidato condenou possíveis represálias contra Imperatriz em razão do gesto do prefeito em apoiar sua pré-candidatura: “Quero fazer um pacto profundo com vocês. Um pacto de mudança, de transformação. Vamos fazer com que Madeira cumpra sua parte com Imperatriz. Vamos fazer o dobro que este governo que está chegando ao fim”.

Flávio Dino afirmou que seu projeto “não é só a mudança na maneira de fazer política, mas a mudança na vida das pessoas. 

Afirmou que a eleição “é uma grande batalha a ser travada”. “Não basta liderar as pesquisas. Temos que, nós cidadãos, buscar cada voto com humildade e pé no chão para essa grande vitória. Vamos buscar todos os votos de Imperatriz”.

“Temos um estado que é rico e que não pode mais ser submetido às humilhações que é submetido em rede nacional”, afirmou Flávio Dino. “Quero que o Maranhão seja respeitado no Brasil e não mais visto como terra de problemas. Nosso estado é terra de gente honesta e trabalhadora”. (Carlos Gaby e Daniel Merli)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clã Sarney e o ‘Bloco Sanatório Geral’

Os temas se cruzam com extrema coincidência que pensamos (ou temos certeza) que ainda estamos no auge do coronelismo político no Maranhão...