FLÁVIO DINO: VALORIZAR E QUALIFICAR O SERVIDOR PÚBLICO

Valorização do trabalho

Pouca gente sabe, mas a atual jornada padrão de 8 horas diárias de trabalho foi conquistada há mais de um século graças a uma manifestação de trabalhadores em Chigaco, nos Estados Unidos. Naquela ocasião, houve conflitos e mortes. Mas as 8 horas de trabalho acabaram tornando-se uma conquista mundo afora e a data foi escolhida para lembrar-nos da importância dos direitos do trabalhador.

Aqui no Brasil, o trabalhador conquistou muitos ganhos nas últimas décadas. Em primeiro lugar, o fim da inflação, graças às políticas de estabilização. Depois o aumento de renda, garantido pelas políticas de inclusão social com desenvolvimento econômico. No ano passado, tivemos um momento histórico com a aprovação, pelo Congresso Nacional, da lei que garante à empregada doméstica os mesmos direitos de todos os outros trabalhadores.

Mas muito ainda há o que conquistar em nosso país e principalmente aqui no nosso Maranhão. Dentre as 53 propostas apresentadas pelo movimento Diálogos pelo Maranhão na última semana, há vários itens que visam essa melhora.

Em primeiro lugar, temos de olhar com atenção para a categoria dos servidores públicos. É por meio desses trabalhadores que se materializa a garantia de direitos sociais para os maranhenses. Sem eles, não há ensino público, saúde pública e tantos outros serviços essenciais.

Por isso, considero primordial investir na qualificação profissional dos servidores, valorizando os quadros da casa e incentivar a evolução dentro do quadro público, criando planos de carreira, em diálogo permanente com as entidades representativas das categorias profissionais.

Trabalhadores que oferecem serviços públicos essenciais não podem ficar à mercê de baixos salários e sem uma definição clara dos critérios de avanço na carreira. No caso dos professores, por exemplo, as melhores práticas em educação mostram que para atrair novos talentos é preciso não apenas pagar melhor, mas também investir na qualificação contínua do docente e estabelecer uma carreira com estágios definidos que permitam a progressão por mérito.

No caso da segurança pública, nós, do Diálogos pelo Maranhão, propomos o Segurança para Todos, dobrando o número de policiais e bombeiros disponíveis para atender aos cidadãos maranhenses. Hoje, nosso estado possui a menor média de policiais por habitante do Brasil. Também é necessário estabelecer uma mesa de diálogo constante com os policiais.

No caso da saúde, o movimento Diálogos propôs o Mais Médicos Maranhão, para melhorar a relação médico/habitante de nosso estado, a pior do país. O Mais Médicos Maranhão consiste na articulação e parceria do governo estadual com a Universidade Federal do Maranhão para implantar os cursos de Medicina de Imperatriz e Pinheiro; além de criar mais um curso de Medicina na Universidade Estadual do Maranhão, em região que não seja atualmente atendida por cursos. Em paralelo, é necessário implantar progressivamente a carreira de Estado para os médicos, similar à dos juízes, garantindo presença de profissionais em todas as regiões, com estabilidade, remuneração adequada e promoções por mérito.

São ações necessárias não só para valorizar os trabalhadores, mas também para garantir os serviços públicos de qualidade que farão do Maranhão um estado justo e com qualidade de vida a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara aprova 6.29% de reajuste para a Educação

A Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira (25) projeto de reajuste salarial de 6.29% para os servidores da Educação e a isonomia ...