Operação da PF atinge aliados de Marta no Turismo

A Operação Voucher, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira e que já levou à prisão 19 servidores e ex-servidores do Ministério do Turismo, atingiu, além do PMDB, petistas ligados à senadora Marta Suplicy.
O ex-presidente da Embratur Mário Moysés, que foi preso, foi chefe de gabinete de Marta na pasta, atuou ao seu lado na Prefeitura de São Pauloe e nas campanhas de que ela participou.
A expectativa nesta manhã no Palácio do Planalto é que a investigação na pasta atinja mais assessores ligados ao PT. Essa avaliação foi transmitida à presidente Dilma Rousseff por assessores palacianos.

Um comentário:

  1. Gaby,o que tem de ladrão neste nestes governos de esquerda no Brasil,não está no giby.O povo brasileiro por ser muito desonesto ,não quer deixar de votar em ladrões.Não tem solução.Cidadão inconformado.

    ResponderExcluir

CONCURSO: 100 mil disputam vagas na PM/MA

Cerca de 100 mil candidatos disputam 1.214 vagas nas carreiras de soldado e tenente, com exigência de níveis médio e superior, no concurs...