2º TURNO: ESQUERDA QUER REPETIR VITÓRIA DE DILMA EM IMPERATRIZ

Carlos Brandão (PSDB), vice-governador eleito, Flávio Dino e Roberto Rocha (PSB), senador eleito


A coalizão de partidos de esquerda que está sendo montada, mais siglas de outras orientações ideológicas, prepara grande mobilização para garantir nova vitória de Dilma Rousseff (PT) no Maranhão e em Imperatriz, como ocorreu no primeiro turno da eleição presidencial.



O governador eleito Flávio Dino (PCdoB), cuja coligação incluía o PSDB de Aécio Neves e o PSB de Marina Silva, declarou que irá ficar neutro na disputa, mas liberou os partidos aliados a abrirem palanque a seus respectivos candidatos. PSDB (lógico) e PSB vão com Aécio – o PT do Maranhão apoiou oficialmente Edinho Lobão (PMDB) na disputa estadual, mas a maioria dos dirigentes e a militância estiveram com Flávio.



O PCdoB, integrante do governo Dilma e da coligação da presidente, deve coordenar a coalização dilmista no Maranhão.



Em Imperatriz, Dilma venceu no primeiro turno com 53.457 votos ( 43.24%). Aécio obteve 31.482 votos  (25.46%), ficando em terceiro, atrás de Marina, que teve 36.075 (29.18%).



Governador e senador


Para governador, Imperatriz consagrou Flávio Dino com 98.941 votos, 84.32% dos votos válidos. O segundo colocado, Edinho Lobão teve 15.517 votos, apenas 13.22% dos votos válidos.



O senador eleito Roberto Rocha (PSB) obteve 90.636 (78.08%) e Gastão Vieira (PMDB), segundo colocado, com 22.218 votos (19.14%).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara aprova 6.29% de reajuste para a Educação

A Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira (25) projeto de reajuste salarial de 6.29% para os servidores da Educação e a isonomia ...