CASO ZÉ HENRIQUE

Madeira foi denunciado por esquema que envolveu R$ 100 milhões em emendas parlamentares, informa blog; PGR reabre o caso

Leia íntegra da nota postada pelo jornalista Luís Cardoso em seu  blog. Cardoso também postou o áudio do depoimento do engenheiro na comissão da Câmara dos Deputados. ACESSE AQUI O BLOG DO CARDOSO.

O engenheiro José Henrique de Carvalho Paiva, antes de ser assassinado com 24 facadas nas proximidades da BR Belém/Brasília,, denunciou o então deputado federal Sebastião Madeira por montagem de esquema com emendas parlamentares para beneficiar apenas quatro das 132 construtoras com sede em Imperatriz. Em depoimento à Comissão de Controle da Câmara Federal, o engenheiro calculou que a cifra tenha atingido em nove anos o total de R$ 100 milhões.

No dia 21 de julho de 2006, Paiva, após enviar uma carta denunciando o esquema, prestou depoimento na Câmara Federal em sessão presidida pelo deputado Francisco Escórcio. Ele narra em detalhes que as emendas patrocinadas pelo deputado Sebastião Madeira para a região Sul do Maranhão contemplavam apenas as construtoras Nordeste, Porto Belo, Redenção e RV Alencar, pertencentes a uma mesma família.

Depois de alguns anos o caso foi arquivado a pedido de Madeira, mas agora reaberto pela Procuradoria Geral da República. O desembargador federal Hilton Queiroz já determinou que todos os envolvidos sejam ouvidos pela Polícia Federal, incluindo Sebastião Madeira, que é o principal apontado.

(Do blog do Luís Cardoso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Perseguição na praia e estacionamento privado

Há décadas, durante quatro meses de veraneio, homens e mulheres do povo aproveitam para engordar suas poucas finanças familiares. Gas...