Pikachu detona o Palmeiras em Belém



O torcedor de Belém que fez festa para receber o Palmeiras não terminou a noite desta terça-feira como o planejado no estádio Olímpico do Pará.



A equipe alviverde perdeu para o Paysandu por 1 a 0 e não comemorou o título antecipado da Série B nesta 35ª rodada, porque a Chapecoense, vice-líder, venceu o Paraná por 1 a 0 e foi a 65 pontos.



Agora a distância para o Palmeiras é de oito pontos, e restam três rodadas para serem disputadas.



O clube paulista pode ser campeão na próxima rodada com um empate diante do Boa, no Pacaembu, no sábado, às 16h20. Se o título vier, o Palmeiras poderá receber a taça diante da torcida. A outra possibilidade é uma derrota ou empate da Chapecoense contra o Bragantino no mesmo horário.



Yago Pikachu marcou o gol do Paysandu diante do clube alviverde, que foi escalado novamente com três zagueiros. O técnico Gilson Kleina desistiu do esquema após sair atrás no placar.



O meia Valdivia desfalcou o time, pois foi convocado pela seleção chilena. Wesley e Vinícius, assim como Vilson, Luis Felipe, Charles e Mendieta, estão lesionados. O atacante Leandro foi expulso no último jogo e cumpriu suspensão automática.



O Palmeiras teve mais movimentação na segunda etapa e pressionou nos minutos finais de jogo, mas o time da casa conseguiu segurar a vitória.



Na próxima rodada, o Paysandu joga fora de casa contra o Icasa, às 21h50.



Contra o Boa, o clube alviverde não terá Henrique, que foi expulso nos acréscimos em Belém.



O JOGO



O Palmeiras teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas não levou perigo à área do Paysandu. A equipe da casa tentou acelerar o jogo de forma desorganizada.



Fábio precisou trabalhar já aos 5 min. Após cobrança de escanteio, Raul tocou na bola e o goleiro palmeirense caiu no canto esquerdo para fazer a defesa.



Aos 31 min, o Paysandu quase ganhou um presente. Eguren tocou errado e Marcelo Nicácio recuperou a bola em contra-ataque. Ele tocou para Diego Barboza, que finalizou forte na saída de Fábio. O goleiro do Palmeiras conseguiu afastar a bola.



A melhor chance dos paulistas foi com Juninho, aos 35 min. O lateral fez tabela com Alan Kardec, partiu em velocidade pela esquerda e arriscou. O goleiro Matheus espalmou.



Na segunda etapa, Juninho teve uma outra boa chance aos 3 min. Ele finalizou com o pé direito e, mais uma vez, Matheus defendeu.



Aos 7 min, o Paysandu quase abriu o placar. Heliton finalizou, a bola desviou em Henrique e quase foi para o gol.



A rede balançou mesmo aos 13 min. Yago Pikachu recebeu passe livre na pequena área e marcou.



Atrás no placar, Gilson Kleina tentou dar mais movimentação no ataque para a sua equipe com três alterações.



O técnico abdicou do esquema com três zagueiros, tirando André Luiz. Wendel e Ananias também saíram. Entraram Serginho, Fernandinho e Caio. Com a alteração, Márcio Araújo foi para a lateral direita.



O Palmeiras melhorou com as mexidas. Ficou mais tempo com a bola no ataque, e Alan Kardec mandou uma bola na trave, mas o Paysandu fechou os espaços e conseguiu se defender bem.



Mesmo pressionando até o fim, o clube paulista não conseguiu chegar ao empate. Ainda teve uma baixa para a próxima partida. Henrique reclamou muito da marcação de uma falta, levou o segundo amarelo e, consequentemente, o cartão vermelho.


Texto: ALINNE FANELLI
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA (www,folha.uol.com.br)

Foto: Tamara Saré/Futura Press/Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Perseguição na praia e estacionamento privado

Há décadas, durante quatro meses de veraneio, homens e mulheres do povo aproveitam para engordar suas poucas finanças familiares. Gas...