MA: PF realiza operação contra desvio de verbas no Incra


A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU) realizam nesta sexta-feira uma operação contra o desvio de verbas no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A operação Donatário tem o objetivo de cumprir 39 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal no Maranhão.

Segundo a polícia, a investigação visa a coibir a ação de quadrilha envolvida no desvio de recursos públicos federais da modalidade de Crédito Instalação, liberados pelo Incra para construção de casa em projetos de assentamentos (PA) em favor de beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária.

Realizadas diligências em 16 assentamentos nos municípios de Arame, Morros, Icatu, Santa Helena, Turiaçu, Santa Luzia, Centro Novo e Barrerinhas, foi identificada a participação no esquema de pelo menos 55 pessoas, entre as quais: servidores e ex-servidores do Incra, do Instituto de Colonização e Terra do Maranhão (Iterma), um policial civil (atualmente delegado agrário), construtores, lobistas e presidentes de associações e cooperativas de assentados.

As acusações contra o grupo são de formação de quadrilha, peculato, corrupção passiva e concussão. Os mandados estão sendo cumpridos em seis cidades do Maranhão: São Luis, São José de Ribamar, Turiaçu, Pindaré-Mirim, Santa Luzia e Buriticupu. Trabalham na operação 160 policiais federais e 15 analistas da CGU, recrutados do Maranhão, Ceará, Pará, Piauí, Tocantins e Distrito Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EXCLUSIVO Márlon Reis diz que Senado é “opção possível”

Márlon Reis, ex-juiz, um dos criadores da Lei da Ficha Limpa (Foto: Carlos Gaby) Em entrevista exclusiva ao blogue, o advogado e ex...