Maranhenses abraçam a candidatura de Flávio Dino

Flávio Dino, candidato a governador pela Coligação Todos pelo Maranhão, percorreu por um ano e quatro meses mais de 100 municípios de todas as regiões do estado. Por onde passou, sempre fez questão de estar próximo ao povo, conversando e ouvindo depoimentos de quem conhece de perto a realidade de cada cidade. Nessas conversas, recebeu diversas mensagens de apoio e confiança de um governo de oportunidade para todos. 

Um desses encontros foi na comunidade quilombola de Frechal, localizada em Mirinzal, área que marcou uma das atuações de Flávio Dino como juiz federal. A partir de uma decisão de Flávio em 1994, a comunidade foi a primeira do Brasil a ser reconhecida judicialmente e concedida aos atuais moradores com direito de domínio. 

“Nós tivemos muito medo de chegar aqui e ser expulsos ou de ter algum problema com o antigo dono. Mas o Flávio Dino, que era juiz do caso, disse: ‘Não se preocupem. Voltem para a terra de vocês, construam suas casas e façam suas plantações. Ninguém vai tirar vocês de lá, eu garanto’,” lembrou seu Inácio, um dos moradores da comunidade que acompanhou o processo há 19 anos na Justiça Federal do Maranhão. 

Oportunidade e esperança
Em Miranda, o pedido foi por mais oportunidade e esperança. A mensagem partiu do jovem Miguel Santos, de 18 anos: “Muitos jovens precisam sair daqui em busca de emprego e para estudar. O que pedimos é que haja políticas públicas também para os jovens. A gente acredita que com Flávio Dino as coisas fiquem bem melhores”. O mesmo desejo foi externado por Jadiel Sousa, jovem de Itapecuru: “Nosso sonho é que sejamos assistidos, pois a juventude está esquecida”, pediu. 

A realidade do campo foi relatada pela quebradeira de coco Maria Querubina. “O babaçu é uma das maiores riquezas que temos em nosso estado e que não é bem aproveitada. Mas a nossa esperança ainda não acabou, não morreu. O Maranhão fará uma grande frente com Flávio Dino”, disse, ela que é residente do assentamento da Vila Conceição, em Imperatriz, e quebradeira de coco desde os sete anos. 

Durante o Diálogos pelo Maranhão, coordenado por Flávio Dino, Roberto Rocha e Carlos Brandão, os candidatos ouviram os problemas do dia a dia dos maranhenses. Entre eles, foram recorrentes a falta de abastecimento de água, o pedido de oportunidade para os jovens, a necessidade de instalação de hospitais regionais, o incentivo à produção no campo e melhoria na infraestrutura das estradas. De Flávio, Brandão e Roberto, a população ouviu o compromisso de mudar a vida dos maranhenses com a aplicação correta dos recursos públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A criação da Comenda Frei Manoel Procópio

Maior honraria concedia pelo Município de Imperatriz, a Comenda Frei Manoel Procópio leva o nome do missionário, considerado o fundador...