Homenagem ao Primo, pelo jornalista Ed Wilson

PRIMO, FIGURA ILUSTRE DE IMPERATRIZ, NOS DEIXOU

Primo, vereador atuante na Câmara de Candeias (BA)
Era impossível transitar pelo campus da UFMA de Imperatriz sem cumprimentar ou tirar um dedo de prosa com Joselito dos Santos Silva, o Primo, figura cordial e amável a todos.

Quando eu ingressei na UFMA, em 2007, sempre encontrava Primo pelos corredores. Por algum motivo que eu não sabia explicar, aquele homem baixo, de olhos claros, cabelos grisalhos, passos lentos e voz tranquila, tinha algo de especial.

Primo trabalhava com o serviço de xerox no campus. E sempre puxava conversa, até que um dia contou-me que fora vereador na Bahia, em Candeias. Logo percebi que ele tinha uma narrativa de interesse jornalístico.


Eu só pedi um tempinho para buscar o gravador e a máquina fotográfica. E Primo começou a contar sua vida, cheia de altos e baixos. E muitas emoções.
Primo na balsa, com Lula, nos anos 1990, nas Caravanas da Cidadania do PT
Em resumo: Primo fora escoteiro, relojoeiro, ambulante, pequeno empresário e vereador duas vezes. Na segunda tentativa de mandato, em Candeias, não teve sucesso e mudou-se para o Maranhão, em situação financeira precária.

Chegando a Imperatriz, foi vender geladinho (suquinho) na Balsa do Pipes, embarcação que faz a travessia de veículos e pessoas entre Imperatriz e o Tocantins.

Em uma das viagens na balsa, vendendo geladinho, encontrou Lula, logo após a eleição de 1989, quando os petistas iniciaram a Caravana da Cidadania.

Lula e Primo tiraram uma foto na balsa.

Os funcionários da empresa Pipes resolveram ajudar Primo em uma campanha de vereador na cidade de São Miguel (TO). Primo foi eleito e concluiu o mandato, mas não tentou a reeleição.

Tempos depois mudou-se para Imperatriz e conseguiu o serviço de xerox do campus da UFMA.

Em 1996 Lula foi a Imperatriz, já eleito presidente, fazer a inauguração de três novos cursos da UFMA.

Primo (com a foto da balsa), o presidente Lula e o professor Carlos Hermes, hoje vereador de Imperatriz
Primo lembrou da foto na balsa, fez uma ampliação e foi esperar Lula na cerimônia. O presidente quebrou o protocolo e deu um grande abraço em Primo.

Esses fatos foram todos narrados em uma reportagem de minha autoria, publicada no jornal O Estado do Maranhão, em 1997.

Primo filiou-se ao PT e foi candidato a vereador em 2008, mas não se elegeu.

A Prefeitura de Imperatriz e a Câmara dos Vereadores deveriam prestar homenagens a um dos seus moradores mais ilustre.

Há pessoas tão marcantes em nossas vidas que nem a distância e o tempo são capazes de apagar da memória.

Foi assim com Primo, nascido Joselito dos Santos Silva, em Santo Amaro da Purificação (BA), aos 11 de novembro de 1942. Morreu segunda-feira, 4 de agosto de 2014, em Imperatriz.

Quando chegar no céu, todos vão gostar.

*Reproduzido do BLOGUE DO ED WILSON

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Câmara aprova 6.29% de reajuste para a Educação

A Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira (25) projeto de reajuste salarial de 6.29% para os servidores da Educação e a isonomia ...