“Sou parceiro dessa luta”, diz Flávio Dino ao receber documento da Unicef

A Unicef (Fundo das Nações Unidas para Infância) entregou nesta quarta-feira (10) ao candidato Flávio Dino um documento com políticas prioritárias para crianças e adolescentes. Flávio lembrou que seu compromisso com essa causa é antigo e será mantido.

A “Agenda Pela Infância 2015-2018” tem desafios e propostas feitos pela Unicef para os candidatos das eleições deste ano em todo o país. A entidade ressalta que a garantia dos direitos de crianças e adolescentes brasileiros também deve ser prioridade na agenda dos candidatos às eleições.

Ao entregar as propostas a Flávio, a coordenadora do escritório da Unicef em São Luís, Eliana Almeida, afirmou que leu o programa do candidato e identificou que parte das propostas já está contemplada, principalmente em relação a adolescentes em recuperação.

“Peço que olhe com carinho para as crianças e os adolescentes, com especial atenção aos quilombolas e indígenas”, disse Eliana. A coordenadora ressaltou que, dos 60 municípios da Amazônia com mais crianças e adolescentes vulneráveis, 22 estão no Maranhão.

Flávio manifestou sintonia e concordância com as propostas da Unicef e disse que, após uma análise detalhada do documento, vai enviar uma carta-compromisso sobre o assunto. “No nosso programa de governo, incluímos especial atenção para crianças e adolescentes.”

“Agradeço essa oportunidade de estar aqui. Sou parceiro dessa luta há muitos anos. Essa agenda é uma iniciativa de grande valia porque diz respeito a pessoas que normalmente ficam fora das prioridades dos governantes”, acrescentou Flávio.

Programa de Governo

Entre as propostas do Programa de Governo de Flávio, está a reestruturação do atendimento da FUNAC (Fundação da Criança e do Adolescente). É dessa instituição a responsabilidade por garantir o cumprimento da política direcionada a adolescentes em conflito com a lei.

Essa mudança passa pelo estabelecimento de parceria com os municípios, para que os esforços alcancem melhores resultados.

Com isso, o Maranhão pode ter os meios necessários para que crianças e adolescentes em conflito com a Lei sejam atendidas em suas próprias cidades, incluindo as medidas socioeducativas.

Quando os adolescentes ficam onde moram, também podem ser feitas ações junto à família, fortalecendo os vínculos afetivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A criação da Comenda Frei Manoel Procópio

Maior honraria concedia pelo Município de Imperatriz, a Comenda Frei Manoel Procópio leva o nome do missionário, considerado o fundador...